CELEBRIDADES

Você pode não gostar, mas uma pesquisa mostra que Anitta é a figura predileta da criançada

July 17, 2018 18:31

Você pode amar ou odiar a cantora Anitta. Mas uma coisa é fato: as crianças adoram praticamente tudo que vem da funkeira carioca mais bombada do momento, não só no Brasil, como no mundo.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Sem filtro! Em brincadeira, Simone faz revelações sobre namorar com mulheres e ciúmes

E uma pesquisa realizada pela empresa Kaspersky Safe Kids apenas confirmou que os nossos pequenos estão cada vez mais engajados quando o assunto são as novidades da cantora.

A pesquisa teve como foco a tendência de consumo e utilização de smartphones e tablets, pelo público infantil.

No levantamento, uma das conclusões é que Anitta, seguida pelo MC Kevinho, são os mais procurados pela criançada nas redes.

Segundo a pesquisa, os conteúdos em vídeos são os que conseguem um maior engajamento por parte das crianças, sendo responsáveis por 17,25% das interações na internet.

Sabendo que esse é um público a ser explorado, a cantora começou a criar uma série de projetos voltados a essa faixa etária.

Entre os projetos desenvolvidos por Anitta, está uma turnê 100% focada no público infantil, mas que ainda não saiu do papel, por causa da quantidade de compromissos da cantora, no Brasil e no exterior.

 

 

Uma publicação compartilhada por anitta  (@anitta) em

Outro projeto em andamento é a produção de um CD e DVD voltado para crianças. Esse é um  projeto que seguia guardado a sete chaves, mas que foi revelado pelo programa Fofocalizando, do SBT.

De acordo com o colunista do programa, Léo Dias, o conteúdo já está em pré-produção, mas ainda não existe data de lançamento.

 

 

Uma publicação compartilhada por anitta  (@anitta) em

Isso tudo sem contar o desenho animado Anittinha, que é uma versão da cantora para crianças.

Ela não é boba não é mesmo?!

Fonte: Metropolitana FM

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Afiadíssima! Em entrevista, Betty Faria critica política, defende José Mayer e confessa aborto: “Que bom que eu fiz, não queria ter aquele filho”