NOTÍCIAS

Médico nascido na Polônia está sob ameaça de deportação depois de 40 anos vivendo nos EUA

February 12, 2018 13:55

O presidente Donald Trump está cada vez mais agressivo em sua campanha anti-imigração. No início de 2018, ele realizou uma reunião sobre as políticas de imigração com vários membros do governo, analisando resultados e planejando ações para o futuro.

Entre os imigrantes ilegais que, de acordo com a política de Trump, devem ser deportados dos Estados Unidos, os oficiais da Immigration and Customs Enforcement (ICE), a agência que rege e implementa as leis de imigração no país, detiveram um médico polonês, Lukasz Niec.

LEIA TAMBÉM: Ação comovente desse garoto resultou em 295 almoços para colegas que não tinham dinheiro para comer

via GIPHY

A família de Niec, nascida na Polônia, mudou-se para os Estados Unidos em 1979, quando Lukasz tinha 5 anos. Estes eram seus pais, ambos médicos que faleceram nos Estados Unidos, e sua irmã, Iwona Niec Villaire. O doutor Niec recebeu uma visita inesperada dos oficiais da ICE em sua casa em Kalamazoo, no estado de Michigan, onde ele mora com sua esposa e duas filhas. Ele foi preso por “infrações administrativas de imigração”.

Iwona Niec Villaire / Facebook

O histórico criminal de Niec não é ficha-limpa. O médico foi acusado de crimes menores durante sua adolescência: destruição de bens com valor inferior a US$ 100 e receptação e ocultação de objetos roubados.

Sua família afirmou que uma destas acusações havia sido excluída de seu registro após Niec ter completado um programa de treinamento para jovens. De 1997 até 2016, ele recebeu multas por violações comuns de trânsito. Em 2013, ele foi acusado de violência doméstica, mas foi considerado inocente pelo tribunal de Kalamazoo.

Rachelle Burkart-Niec / Facebook

Niec trabalha como médico especializado em medicina interna para o Grupo Bronson Healthcare em Kalamazoo, e seus colegas ofereceram muitas cartas de apoio implorando para que as autoridades liberassem Niec. Apenas coisas boas são ditas sobre ele.

O Dr. Michael Raphelson o descreve de uma ótima maneira

Ele é o tipo de pessoa que nossas políticas de imigração devem encorajar a vir e prosperar em nosso país. Ele está aqui há 40 anos. Essa situação é ridícula.

Sua esposa, Rachelle Burkart-Niec, diz que "ele é amoroso, ele se importa, é um marido honrado e sempre está ajudando os outros".

via GIPHY

A irmã do médico criou uma página pública no Facebook, Libertem Dr. Lukasz Niec - Detido pelo ICE após 40 anos nos EUA, na qual especifica que ele é um "residente legal permanente", que "é um membro ativo da comunidade, trabalha duro e paga impostos". As pessoas estão furiosas com a injustiça:

KGW-TV / Facebook

"O bom senso diz que, se ele está aqui há todo esse tempo, ele é americano. Isso deve parar", comentou Vicki Bidema.

KGW-TV / Facebook

"Essas pessoas precisam decidir o que querem. Vocês querem imigrantes legais? Tudo bem, ele está aqui LEGALMENTE. Ele tem um visto PERMANENTE, e isso significa LEGAL, então qual é o problema?", escreveu Elizabeth Laws.

KGW-TV / Facebook

Kathy Rhodes também deixou sua opinião: "Eu queria ouvir que traficantes e membros de gangues estão sendo deportados. Não me digam que é difícil encontrá-los. Ou a ICE prefere ir atrás de pessoas que estão quietas em suas casas, jantando com a família, depois de um dia duro de trabalho?".

KGW-TV / Facebook

"A irmã de Niec disse que ele nem mesmo fala polonês. 'Ele não pode voltar para a Polônia, um país que ele não conhece, onde não tem família. Nossos pais faleceram aqui no Estdos Unidos, ele não conhece ninguém, não saberia onde ir,' Niec-Villaire disse," acrescentou outra seguidora da página.

Niec não ficará preso por muito tempo, uma vez que espera ser liberado diante de uma fiança de US$ 10.000 (mais de R$ 30 mil). Seu advogado, Russell Abrutyn, comentou que um juiz de imigração concordou com a fiança durante uma audiência. Assim que o Dr. Niec for liberado, ele poderá voltar para sua vida normal: sua família e seu trabalho no hospital.

Rachelle Burkart-Niec / Facebook

No entanto, isso não é motivo para comemoração! O advogado especializado em imigração Charles Kuck explica que ainda há problemas sobre a situação do médico por ele ser imigrante e ter antecedentes criminais. Sua situação ainda está indefinida porque "até você se tornar um cidadão naturalizado, você ainda pode ser deportado".

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Comovente! Policial salva garoto de 4 anos e 19 anos depois eles se reencontram sob a mesma farda