FAMÍLIA & CRIANÇAS

Comportamentos inadvertidos que podem levar ao desapego emocional em um casamento e as maneiras para corrigi-los

December 6, 2017 15:03

O dia do casamento é um dos dias mais felizes e românticos de nossas vidas. Porém, infelizmente, mais cedo ou mais tarde, a maioria dos casais é confrontada com todos os tipos de desafios em seus relacionamentos, que lentamente, mas de forma constante, os levam a se afastar emocionalmente. Às vezes, acontece sem aviso prévio e quando eles finalmente percebem isso, talvez seja tarde demais para que seu casamento sobreviva. Aqui estão alguns dos comportamentos destrutivos que aumentam a distância entre os parceiros e algumas maneiras de resolver esses problemas.

Tomar seu parceiro como algo garantido

Não é uma boa ideia deixar para se reconectar com a esposa/o esposo mais tarde, "quando as crianças forem mais velhas". Muitas vezes, quando as crianças vão para a faculdade, muitos casais despertam para perceber que não reconhecem a pessoa com quem viveram todos esses anos.

g-stockstudio / Shutterstock.com

A Dr. Anjali Bhagra, professora associada de medicina na Mayo Clinic College of Medicine, sugere praticar dois minutos de gratidão no início da manhã. Dedique esses minutos para agradecer tudo o que você tem. Depois, não critique ninguém nos primeiros dois minutos no início da noite. Ela diz:

Isso criará uma conexão mais próxima entre vocês, porque assim como a mamãe sempre dizia: é o pensamento que conta.

Fazer críticas constantemente

A insistência permanente é uma assassina de relacionamentos. E recorrer a insultos pessoais é a última coisa que queremos em nosso relacionamento, pois isso prejudica gravemente a autoestima de nossos parceiros. Guy Winch, Ph.D., psicólogo e autor de "Emotional First Aid" ("Primeiros Socorros Emocionais", em tradução livre), diz:

Não estou contestando que sua esposa/seu esposo possa ser irritante. Mas tem que haver um equilíbrio entre as coisas negativas e as positivas que você diz.

Iakov Filimonov / Shutterstock.com

Isso afasta nossos parceiros de nós, criando um círculo vicioso. Encontrar um saldo de 80% positivo e apenas 20% negativo pode ser útil. Isso significa que, para todas as observações críticas, deve haver quatro coisas agradáveis ​​a respeito de sua esposa/seu esposo.

Não se importar mais em brigar

Mesmo que as brigas e os conflitos sejam considerados uma tendência negativa no casamento, na realidade eles poderiam ser uma fonte maravilhosa para levar o relacionamento ao próximo nível e ao vínculo. Por outro lado, se recusar a brigar geralmente significa que desistimos de investir energia em nosso relacionamento e nos tornamos emocionalmente separados. Diane Gehart, professora de casamento e terapia familiar na California State University, explica:

As brigas podem levar a uma maior intimidade se o casal processar a discussão e consertar o relacionamento.

Rido / Shutterstock.com

Evitar os conflitos não é uma opção: encará-los e resolver os problemas é uma forma de se reconectar novamente.

Tratar o cônjuge como uma criança

Ser uma mãe é facilmente associado ao nosso comportamento, não é? No entanto, ser um pai ou uma mãe para uma pessoa adulta só resulta em ambos se tornando ainda menos responsáveis ou cria ainda mais agressão. Kathy McMahon, Psy.D., psicóloga clínica e presidente da Couples Therapy Inc., diz:

O seu cônjuge é capaz de decidir como viver a própria vida. Se ela/ele está repetidamente fazendo algo que te deixa chateado, descubra por que isso te incomoda e então fale sobre isso, em vez de tentar "corrigir" ou punir como você faria com seus filhos.

Minerva Studio / Shutterstock.com

Trazer o stress externo para o relacionamento

Não somos responsáveis ​​por termos emoções negativas, mas somos responsáveis ​​por nossas ações que provêm dessas emoções. Gary Lewandowski Jr., Ph.D., cofundador da Science of Relationships, diz:

Você para de se preocupar tanto com as outras pessoas. O foco está em sua situação difícil de demanda excessiva e recursos ineficientes.

Dean Drobot / Shutterstock.com

Não há dúvida de que todos estão cansados ​​e estressados ​​devido aos prazos no trabalho ou com os problemas com as crianças, mas é nossa responsabilidade não nos tornarmos agressivos ou desrespeitosos para os nossos cônjuges porque alguém está nos estressando. É uma boa ideia parar e pensar em uma maneira segura e divertida de aliviar o estresse, como se envolver em atividades esportivas ou dominar técnicas de meditação.

Deixar de sair

De acordo com a terapeuta Jane Greer, esquecer os jantares românticos e ficar preso a uma rotina não é bom para o seu relacionamento. Não precisa necessariamente ser algo extravagante, mas passar o tempo junto com seu cônjuge é uma ótima maneira de relaxar e lembrar como era quando vocês namoravam.

Lucky Business / Shutterstock.com

Essas coisas pequenas porém significativas são peças de um grande quebra-cabeças que compõe essa coisa toda de casamento. Colocá-las em seus lugares assegurará o futuro brilhante e estável do seu relacionamento.