INSPIRAÇÃO

"Caso eu não sobreviva, eu te amo": durante o tiroteio, uma estudante aterrorizada enviou essa mensagem para sua mãe

February 24, 2018 03:31

Estudantes do colégio Marjory Stoneman Douglas High School em Parkland, Flórida, foram obrigados a correr e se esconder para salvar suas vidas quando um homem armado abriu fogo contra os alunos no dia 14 de fevereiro por volta das 14h30. 

"Não podemos evitar isso!" foi a resposta da única nação onde esse tipo de crime ocorre com frequência.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Depois de passar três anos sequestrada por terroristas, ESTA menina finalmente se reúne com seus pais

Um mensagem preocupante

Como na maioria das escolas de ensino médio nos Estados Unidos, os alunos do Marjory Stoneman Douglas também podem levar seus celulares à escola, desde que seu uso não interferia nas atividades de aprendizagem. Naturalmente, quando o suspeito, Nikolas Cruz, começou a atirar, muitos estudantes usaram seus telefones para pedir ajuda.

"Alunos enviaram mensagens devastadoras durante o tiroteio em uma escola da Florida."

Enquanto alguns ligavam para serviços de emergência, outros mantiveram um registro visual do que estava acontecendo na escola. Muitos deles contataram suas famílias aterrorizadas.

"17 pessoas perderam a vida no pior tiroteio em uma escola na história dos Estados Unidos."

Uma estudante, Sarah Crescitelli, estava ensaiando para o musical da escola quando ouviu o som dos disparos. Ela e cerca de 40 outros alunos imediatamente procuraram se esconder em um depósito. A menina, então, enviou o que acreditava ser a última mensagem que escreveria para sua mãe.

Caso eu não sobreviva, eu te amo e agradeço tudo o que você fez por mim.

"Escondida em um banheiro por duas horas, essa foi a mensagem que Sarah Crescitelly enviou ao seus pais, que choraram ao relê-la."

Outra mensagem de texto, uma conversa entre um menino de 14 anos e seu pai, também foi compartilhada via Twitter. Embora o menino temesse por sua vida, ele ainda ficou preocupado com a possibilidade de sua mãe se machucar caso ela fosse buscá-lo.

"Conversa entre um pai e seu filho de 14 anos que está escondido neste exato momento."

Uma terrível tragédia

O xerife do condado de Broward, Scott Israel, confirmou na quarta-feira que pelo menos 17 pessoas perderam suas vidas durante o tiroteio em massa.  

Cruz, que foi preso como suspeito no tiroteio, teria sido aluno do colégio. Ele foi expulso devido a problemas disciplinares.

"Nikolas Cruz foi acusado de ser o autor dos disparos em uma escola na Flórida."

O pior pesadelo de um pai

Uma das experiências mais assustadoras para qualquer pai é receber um telefonema de seu filho, que está na escola, sobre um incidente tão violento. Mas, infelizmente, para muitos pais isso foi exatamente o que aconteceu na quarta-feira.

“O incidente em um colégio de ensino médio em Parkland, na Florida, está entre os 10 tiroteios em massa mais mortais da história recente dos Estados Unidos.”

Lissette Rozenblatt disse que ficou chocada ao receber o telefonema da filha.

Ela me pediu para chamar a polícia porque alguém estava machucado, e ela continuava ouvindo essa pessoa pedindo ajuda.

"Os alunos do colégio na Florida compartilharam o horror em tempo real."

O país ainda está se recuperando da tragédia com muitos pensamentos e orações oferecidas às famílias das vítimas.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Caixa encontrada abandonada em aeroporto gera terror por sete dias, até que descobriram o que havia dentro dela