INSPIRAÇÃO

A história de uma jovem e sua tentativa de suicídio devastadora que acabou em um resgate inesperado que transformou sua vida para sempre

August 16, 2018 16:04

Existem milhares de histórias como essa, mas a verdade é que pouco se entende e se fala do assunto e da dor em que algumas pessoas nestas condições se encontram.  

 A história de Lauren 

Pessoas como Lauren Clements de 24 anos, moradora de Nashville no Tennessee, precisam saber que não estão sozinhas neste mundo quando seus pensamentos devastadores vierem.  

Dia 2 de julho de 2018, não foi a primeira vez que ela tentou um suicídio. Mas naquele fatídico dia, a jovem pensou francamente que seria a última vez. O problema é que ela estava sofrendo de uma doença mental. 

Não, ela não era louca ou estranha, o fato é que Lauren conviveu com o bullying severo e desenvolveu uma depressão, seguida por pensamentos suicidas de uma doença chamada Transtorno da Personalidade Borderline (BPD). 

Veja como ela descreveu esse dia especial em sua vida: 

“Eu saí da cama, me vesti e saí do meu apartamento sem nenhuma intenção de voltar. Então peguei meu telefone para pedir um Uber para ir a uma ponte da minha vizinhança. “ 

Mais tarde, quando estava na ponte, um homem a viu. Ele pulou de sua bicicleta e a agarrou, impedindo-a de pular. Este foi o instante em que a vida da jovem foi literalmente salva. 

Sendo fortemente medicada, Lauren foi levada para o hospital mais próximo.   

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Voz pode indicar se a pessoa sofre depressão de algum grau

Quão longe ela chegou 

Naquela época, a moça teve muitas hospitalizações e diversas outras tentativas de suicídio, porém todas as suas lutas para superar a ansiedade e depressão foram em vão. 

 17 hospitalizações e nove tentativas de tirar a própria vida, incluindo duas em 2018, inúmeras pulseiras hospitalares. Eis o que Clements contou sobre como ela via sua vida naquela fase:

 

“É agoniante. Todos os dias é como estar em uma tempestade que nunca acaba.” 

Entretanto, aquele homem da ponte foi a sua salvação e a fez sentir o que precisava para se atentar dos perigos de sua condição. Agora, a americana recomenda às pessoas o que eles devem fazer se convivem ou verem alguém que sofra de DBP. 

Segunda a moça, não há problemas em perguntar para quem sofre da doença se eles estão considerando a possibilidade de autodestruição e ainda explicou que isto não quer dizer que dará a ideia a pessoa, mas sim entenderá o que está passando em sua vida. O que pode no futuro poupar uma morte. 

Como lidar com pensamentos suicidas? 

Entre outras dicas sobre como ajudar alguém a combater sua depressão e pensamentos de morte. Vamos ao que é mais eficaz:  

Primeiro, deve-se orientar que a pessoa tome regularmente seus medicamentos, não pulando sequer um dia. 

Stock-Asso / Shutterstock.com

Também, é recomendado que evite qualquer droga ou bebida alcoólica. Fazer uso de qualquer substância (lícita ou ilícita) faz com que pensamentos negativos sejam ainda piores. Ficar esperançoso é uma boa maneira de se livrar dos pensamentos ruins. 

Africa Studio / Shutterstock.com

E o que é mais importante: conversar e falar mais da vida pode livrar qualquer um do beco sem saída em que se encontram.  

Então nunca desista e lembre-se que tudo vai ficar ótimo!

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: 6 maneiras de ajudar uma pessoa com depressão


O material deste artigo é destinado apenas a fins informativos e não substitui o conselho de um especialista devidamente habilitado.