NOTÍCIAS

'Meu gêmeo idêntico é transexual': americano conta a história de como seu irmão se tornou sua irmã

July 31, 2018 00:01

O transtorno de identidade de gênero em irmãos gêmeos ainda é uma área muito cinzenta da psicologia humana, mas existem pesquisas que mostram que a genética desempenha um papel na disforia de gênero. A maioria das pessoas afetadas por essa condição vivencia conflitos emocionais que desafiam sua sexualidade. Essencialmente, eles se sentem presos no gênero errado.

Jada Tahiry e Branden Miguel, de Nova Orleans, são um par particularmente peculiar de gêmeos idênticos. Ambos nasceram meninos e, ao longo dos anos, mantiveram um relacionamento próximo, tão próximos que muitas vezes dizem que são literalmente a mesma pessoa que vive em dois corpos.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Esse é, sem sombra de dúvidas, o par de gêmeos mais diferentes do mundo!

No entanto, Tahiry sofria de desordem de identidade de gênero e eventualmente começou sua transição. No início, seu irmão gêmeo não conseguia entender por que ele queria fazer a transição, mas acabou percebendo que Tahiry insistia em fazer a mudança, apesar dos desafios que ela sabia que teria que passar.

Barcroft TV / YouTube

Barcroft TV / YouTube

Tahiry diz que um dos momentos mais emocionantes de sua transição foi quando ela ouviu a mãe chamá-la de "a filha que ela nunca teve". Naquele momento, ela percebeu que tinha o apoio de que precisava, talvez da pessoa mais importante de sua vida.

Tahiry completa 28 anos em dezembro deste ano e está feliz por ter decidido fazer a transição. Seu irmão Miguel encontrou a confiança para se assumir gay depois de ver a transição de sua irmã.

Barcroft TV / YouTube

Atualmente, eles vivem suas vidas como se nada tivesse mudado, a única diferença óbvia, é que Tahiry agora é uma mulher.

Barcroft TV / YouTube

Pesquisas com gêmeos sugerem que a conexão entre irmãos é mais próxima do que pode parecer. Alguns teóricos acreditam que os gêmeos têm percepção extra-sensorial (ESP), mas este é um mito não comprovado. No entanto, os gêmeos compartilham DNA semelhante, e isso pode causar problemas, especialmente na detecção de crimes.

No caso de Tahiry e Miguel, Miguel não sabia exatamente como sua irmã se sentia antes de sua transição. Ainda assim, é reconfortante ver como eles mantiveram seu relacionamento.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Conheça Daniela Vega, a atriz trans que se destacou no Oscar