SAÚDE E ESTILO DE VIDA

A sua frequência cardíaca pode variar com base nesses 7 principais fatores

August 7, 2017 11:10

Um coração humano bate aproximadamente 45 milhões de vezes por ano, mas isso pode variar com base em fatores como idade, gênero e nível de atividade física. Aqui estão sete fatores principais que influenciam na frequência cardíaca.

Idade

O coração de um bebê de dois meses bate duas vezes mais rápido do que o coração dos pais.

Uma pessoa nasce com uma frequência cardíaca alta: a frequência cardíaca quando a pessoa está em repouso pode atingir 150 batimentos por minuto. Porém, com a idade, a taxa de pulso diminui e se torna cerca de 80 batimentos por minuto.

Gênero

As mulheres têm frequências cardíacas mais altas (aproximadamente 5-10 batidas por minuto) do que os homens.

Temperatura corporal

À medida que a temperatura corporal aumenta, a frequência cardíaca aumenta cerca de 10 batidas mais por um grau de temperatura acima da normal.

Forma física

Atletas treinados têm uma frequência cardíaca em repouso de 40-60 batimentos por minuto, que é a metade dos adultos que não praticam esportes.

Doenças

Se o coração bate mais rápido do que o normal, isso pode ser um sintoma de algumas doenças. Em primeiro lugar, pode ser um sinal de distúrbios do sistema cardiovascular, assim como problemas relacionados ao sistema respiratório e nervoso.

Estresse físico e emocional

O estresse também aumenta a frequência cardíaca.

Indicadores de frequência cardíaca quando praticando exercícios físicos

A taxa de pulso máxima diminui com a idade e pode ser de 200 batimentos por minuto aos 20 anos e de 150 aos 70 anos.

Quando estiver praticando atividade física, a sua frequência cardíaca não deve ser superior a 50-85% do seu nível máximo. Por exemplo, se você tem 20 anos com uma taxa de pulso máxima de 200, o ideal para treinar seria de 100 a 170 batimentos por minuto.

Isenção de Responsabilidade: Essa informação serve apenas para fins informativos. Não se destina a fornecer conselhos médicos. O WIKR não se responsabiliza por quaisquer possíveis consequências de qualquer tratamento, procedimento, exercício, alterações na dieta, ação ou aplicação de medicação que resulte da leitura ou seguimento da informação contida nesta publicação. Antes de realizar qualquer tipo de tratamento, o leitor deve consultar seu médico ou outro profissional da saúde.