SAÚDE E ESTILO DE VIDA

Projeto Verão: por que é tão difícil emagrecer?

January 24, 2018 12:41

Você tenta muito, tenta de tudo e o número da balança não se mexe. Começam os questionamentos e então a sua mente começa a te punir. Mas, saiba que isso não se trata de uma exclusividade pessoal; essas questões fazem parte das questões humanas. Isso significa que você não deve jogar a toalha, abandonar as dietas e os exercícios.

Sabemos que o verão é uma estação que praticamente pede que nós cuidemos mais de nossos corpos. Tanto que até tem um nome especial para quem procura emagrecer e ficar em forma: “Projeto Verão”.

Talvez, você esteja nesse exato momento dentro do projeto se perguntando por que não consegue emagrecer. Vamos observar algumas possibilidades disso não estar acontecendo no momento.

Será que é porque eu pulo a primeira refeição?

É sim uma possibilidade! Driblar a refeição mais importante do dia pode acabar dando um retorno negativo ao seu corpo. É muito comum para quem pula o café da manhã se sentir mais abatido. Pior ainda: a necessidade de compensar, faz com que exagere no almoço.

Tente se alimentar dentro de uma hora, durante o período da manhã, logo após acordar. Não precisa ser um desjejum tradicional. Se você fizer um mini-almoço rico em fibras e cheio de proteínas, isso irá fazer com que sinta o estômago cheio por mais tempo. Experimente o queijo cottage com frutas, ovos com torrada de trigo integral ou iogurte grego com banana.

Será que é porque eu como muito perto da hora de dormir?

Uma refeição noturna pode significar problemas para o seu projeto verão, sim. Comer nesse horário pode fazer com que a temperatura do seu corpo aumente, além de elevar as taxas de açúcar no sangue e insulina. Essa mistura de reações prejudica a queima de gordura.

O segredo aqui é tentar jantar pelo menos 3 horas antes de ir dormir.

Uma dica a mais: tenha cuidado com lanches após o jantar. Você acaba recebendo mais calorias do que percebe quando come assistindo TV ou utilizando o computador.

Será que é porque estou sob muito estresse?

É bem possível! Estar sob muito estresse pode fazer você ingerir alimentos com alto teor calórico e alto teor de gordura. É uma forma do seu organismo compensar a carga nervosa que vem passando. Seu corpo também tende a armazenar mais gordura quando você está sob muita pressão.

Para reduzir o estresse, experimente exercício ou meditação.

VEJA TAMBÉM: Saiba como se livrar de rosto redondo mesmo após emagrecimento!

Será que é por causa do meu gênero?

De certa forma, sim. A influência é tocante apenas em como se dá a maneira que seu corpo perde peso. Estudos realizados recentemente mostram que é mais fácil para homens perderem quilos rapidamente, mas depois de um tempo o organismo se adapta e a perda fica mais vagarosa. Já as mulheres tendem a ter mais sucesso com os esforços ao longo prazo.

O local no corpo onde o peso é perdido pode ser diferente, também. Os homens tendem a perder primeiro a gordura da barriga, mas essa área pode ser mais difícil para as mulheres (mas, a região do rosto quadril e busto responde mais rapidamente para elas).

shurkin_son / Shutterstock.com

Será que eu queimo calorias mais lentamente do que outras pessoas?

É algo que apenas um exame específico pode dizer se sim ou não, mas não é impossível. O quão rápido é o seu metabolismo depende dos seus genes e eles podem ser culpados pela lentidão no processo de emagrecimento. Pode ser que haja um problema de saúde de fonte hormonal que atrapalhe, também.

A atriz e apresentadora Fernanda Souza, por exemplo, descobriu que possuía hipotireoidismo, essa condição prejudicava seu metabolismo, pois mesmo com pouco mais de 20 anos ele [o metabolismo] se comportava como se ela tivesse mais de 35 anos, e isso fazia com que ele agisse de forma mais lenta.

Quem também passou por esse problema é a atriz Bruna Marquenize. Ela declarou durante a pré-estreia da novela "Deus Salve o Rei", que sofre do mesmo problema com a tireóide. O processo de emagrecimento dela, inclusive, foi uma questão de saúde:

"Meu metabolismo não estava funcionando como deveria para uma menina de 22 anos", revelou.

Tanto para Fernanda quanto para Bruna, esse problema específico tornava a perda de peso quase um pouco mais complicada. Mas, depois de serem acompanhadas e medicadas por especialistas, elas conseguiram emagrecer normalmente.

Mas, lembre-se: todas essas informações estão melhor disponibilizadas pelos profissionais de nutrição e de educação física, que podem avaliar seu corpo, solicitar os exames específicos e orientar a melhor forma para o emagrecimento.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Restrição calórica: o jejum intermitente é uma ferramenta poderosa para o emagrecimento


Este artigo é meramente informativo. Não se automedique e, em todos os casos, consulte um profissional de saúde certificado antes de usar qualquer informação apresentada nesta publicação. O conselho editorial não garante nenhum resultado e não assume qualquer responsabilidade por danos que possam resultar da utilização das informações constantes no artigo.