Morte cruel de cachorro em supermercado gera revolta e protestos no local: "Lutaremos em seu nome"

É revoltante pensar que um segurança, profissional contratado para prevenir e combater irregularidades, teve o ato contraditório e extremamente cruel de assassinar um cachorro a pauladas, mas, segundo funcionários do estabelecimento, foi isso que aconteceu no supermercado Carrefour, em Osasco (SP).

A denúncia foi feita nas redes sociais, por meio de duas imagens, que mostram o cão com as patas traseiras feridas e marcas de sangue no chão do local. Ele chegou a ser socorrido pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), mas acabou falecendo.

De início, foi levantada a hipótese de que o cachorro tinha sido atropelado, mas funcionários do supermercado, que vinham dando água e alimento ao animal há alguns dias, disseram que haviam testemunhado o crime e que a vítima foi espancada pelo segurança. Segundo relatos feitos nas redes sociais, o agressor teria feito isso após uma suposta ordem de seu superior para "limpar" o estabelecimento, pois receberia a visita de executivos do Carrefour.

De acordo com ativistas e defensores dos animais, ainda houve tentativa de envenenamento. Revoltados com esse caso de barbaridade, eles protestaram na unidade do supermercado.

O delegado Bruno Lima, atuante na causa animal, informou que será feito um inquérito para verificar se o cão foi envenenado e se o funcionário que o matou agiu por conta própria ou estava seguindo ordens superiores. "Estaremos acompanhando de perto até que esse crime seja solucionado. Infelizmente a dor que o animal sofreu não temos como apagar e também a sua vida trazer de volta, mas seremos sua voz e lutaremos em seu nome”, declarou o delegado

Em resposta às acusações, o Carrefour publicou um comunicado em que afirma repudiar maus-tratos contra animais e informa ter afastado a equipe de segurança que estava trabalhando naquele dia, enquanto são feitas as investigações.

Agredir um animal é crime 

Esse é apenas um entre os muitos casos de maus-tratos a animais que acontecem no Brasil, que podem ser físicos ou psicológicos, como espancamento, envenenamento, abandono, utilização em shows que possam lhe causar lesões, manutenção em lugar anti-higiênico ou outros tipos de agressões ao animal.

De acordo com dados do Linha Verde, projeto criado em parceria com a Secretaria de Estado do Ambiente para ajudar o cidadão a denunciar qualquer delito relacionado ao Meio Ambiente, foram feitas 2.234 denúncias desse tipo só durante os primeiros oito meses de 2017, quase a mesma quantidade registrada ao longo de todo o ano anterior. 

Segundo artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais (nº 9.605/98) abusar, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos, nativos ou exóticos é crime. 

Morte cruel de cachorro em supermercado gera revolta e protestos no local: "Lutaremos em seu nome"nonupperuct / Shutterstock.com

O que você pode fazer

Após se certificar que um animal está sendo maltratado, denuncie. Isso pode ser feito de forma anônima, seguindo os passos abaixo:

1. Reúna tudo que puder comprovar o crime, como nome e o endereço dos responsáveis pelo animal, fotos, vídeos e testemunhas.

2. Você pode fazer a queixa por meio de três entidades:

Delegacias

Registre um boletim de ocorrência em qualquer delegacia ou pelo site do departamento. Se o policial se recusar a fazer o registro da ocorrência, procure o Ministério Público Federal e informe dados da delegacia e do policial. Isso pode ser feito pelo site da instituição ou por meio de ouvidorias

Ibama

Para denunciar ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis, ligue para o 0800 61 8080 ou acesse o atendimento online.

Secretaria do Meio Ambiente

A denúncia de maus-tratos contra animais também pode ser feita por meio das Secretarias estaduais e municipais. Para prestar a queixa, entre em contato com o órgão de sua região. 

3. Em caso de flagrante ou situação de emergência, chame a Polícia pelo 190 e aguarde no local até que a situação seja regularizada.

Morte cruel de cachorro em supermercado gera revolta e protestos no local: "Lutaremos em seu nome"hedgehog94 / Shutterstock.com

Não se cale diante do sofrimento de um animal. Denuncie e exerça sua cidadania, exigindo das autoridades responsáveis providências previstas por lei. 

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Violência animal por diversão? Cachorro é salvo de dono que pintou seu cachorro de vermelho porque queria um animal diferente