Desgaste, brigas e até depressão: entenda os motivos que separaram 8 duplas sertanejas!

Celebridades

August 29, 2018 23:26 By Fabiosa

Muitas vezes, só o sucesso não basta para manter algumas celebridades felizes e satisfeitas com suas vidas profissionais. As dificuldades e, principalmente, as desavenças com os parceiros e empresários pode por fim a carreiras sólidas e de muitos anos. 

Como exemplo disso, trazemos 8 duplas sertanejas que já se separaram, ou definitivamente ou temporariamente. 

Rick e Renner

 

Uma publicação compartilhada por Renner.r (@renner.r) em

 Após mais de 25 anos de carreira, Rick e Renner também informaram os fãs que a dupla chegara ao fim. Um ano depois Rick se internou numa clínica para tratar de um quadro depressivo e chegou a comentar o caso em uma entrevista. "Na hora não doeu. Acho que doeu mais para a frente", explicou. 

Bruno e Marrone

Os dois anunciaram uma separação temporária durante uma participação no Domingão do Faustão. O motivo seria uma necessidade de Marrone de se afastar dos palcos para fazer um tratamento psicológico. Três meses depois, eles já voltavam aos palcos. 

Gian e Giovani 

Nem mesmo os irmãos Gian e Giovani conseguiram ficar juntos depois de um desentendimento. Em 2014, Gian sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e afirmou que o mal estar aconteceu depois de ler críticas de Zezé Di Camargo para sua esposa, Tati Moreto. 

Na época, Giovani saiu em defesa do irmão de Luciano e a relação da dupla ficou abalada e eles chegaram a se separar. Recentemente, anunciaram que pretendem retomar a carreira. Aparentemente, tudo resolvido, não é?

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Zezé di Camargo e Luciano completam 27 anos de dupla, mas afirmam que fora do palco seguem caminhos distintos: "Cada um pra um lado!”

João Lucas e Marcelo

Muita gente pode não se lembrar deles pelo nome. Mas basta dizer que fizeram enorme sucesso com a música "Eu Quero Tchu, eu quero tcha", que as memórias se afloram. 

Somente com essa canção chiclete, João Lucas e Marcelo conseguiram mais de 21 milhões de visualizações no YouTube e lucraram cm shows. 

No início de 2017, Marcelo fez um comunicado informando os fãs sobre o fim da dupla. Sem dar muitos detalhes, ele afirmou que pretendia seguir um sonho. "Sou grato a tudo que vivi com João Lucas e Marcelo, mas um novo projeto precisa acontecer e por isso deixo o anterior para trás", escreveu.

Edson e Hudson 

Quem também não resistiu ao desgaste foram Edson e Hudson. Depois de anos de sucesso, ambos anunciaram a separação em 2009. Na ocasião, Edson afirmou que continuaria com a carreira solo no sertanejo. Já Hudson resolveu investir e se lançou como guitarrista de uma banda de rock. 

Nem precisamos dizer que não deu certo e, apenas dois depois, os dois estavam juntos novamente. 

Milionário e José Rico

Os dois estavam juntos desde 1969 e faziam o maior sucesso, mas resolveram se separar em 1991. Aparentemente, tudo aconteceu em razão de uma briga entre os dois e, pouco depois, Milionário anunciou uma nova parceria com Mathias. 

A carreira dos dois, infelizmente, não decolou e, três anos depois, ele voltou a se unir a José Ricon nos palcos.

Zezé Di Camargo e Luciano

Nem mesmo os dois filhos de Francisco escapam dessa lista. Apesar de nunca terem se separado oficialmente, ambos levantaram a suspeita de um fim à famosa dupla quando Zezé subiu sozinho aos palcos no show em Curitiba em 2011. 

Depois de cantar algumas músicas, Luciano subiu aos palcos e disse que ele e o irmão haviam decidido seguir por rumos diferentes. Felizmente, o mal entendido foi desfeito dias depois, quando os dois contaram que haviam discutido antes do show no camarim e negaram que estariam se separando. 

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: De volta ao passado! Confira 9 grupos que voltaram aos palcos depois da separação!