Junto à fama de galã e de homem mais desejado, Pasquim suc

Junto à fama de galã e de homem mais desejado, Pasquim sucumbia aos poucos a transtorno psiquiátrico grave!

Celebridades

September 6, 2018 18:26 By Fabiosa

No começo dos anos 2000 tinha um ator galã, muito galã, que se sobressaía sobre todos os outros e chamava muita atenção: Marcos Pasquim. O rapaz é conhecido por ter feito diversos papéis onde andava sem camisa, desfilando seu peitoral peludo e despertando interesse com seu jeito de "homem bruto".

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Marcos Pasquim (@pasquim) em

Mas, o que poucas pessoas iriam imaginar é que naquela época, no auge de seu sucesso, exalando toda aquela segurança e força, o rapaz passava por momentos de medo e insegurança causado por uma doença. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Marcos Pasquim (@pasquim) em

Pasquim sofreu de agorafobia, uma doença que é causada como consequência da crise de pânico. Após ter pelo menos uma crise de pânico, algumas pessoas podem desenvolver um medo de que essa crise retorne e que ela não consiga pedir ajuda a ninguém.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Bom diaaa!!! E começa um novo ciclo! Boa segunda 😎

Uma publicação compartilhada por Marcos Pasquim (@pasquim) em

Ou seja, o medo está vinculado ao futuro, à possibilidade de passar por um novo ataque e assim, por antencipação, o quadro já gera uma insegurança.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Marcos Pasquim (@pasquim) em

A primeira crise do rapaz foi de forma repentina e quando ele era o protagonista na minissérie de sucesso O Quinto dos Infernos. "Eu estava no banho e, de repente, sem mais nem menos, meu coração disparou. Tive uma taquicardia muito forte e pensei: 'Meu Deus, vou morrer'".

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Marcos Pasquim (@pasquim) em

Passada a primeira crise, o ator passou a ter problemas com a agorafobia e conviveu com a doença entre 2002 e 2006, tomando uma alta dose de medicação.

Entretanto, o rapaz teve mais uma crise e enquanto fazia um passeio de helicóptero nos EUA, ele passou por momentos de tensão. Outra vez, dentro de um avião no Brasil, o artista começou a se sentir muito mal e ficou andando de um lado para o outro no corredor da aeronave.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Me sentindo meio Dom Pedro I nesse #tbt 😅😅 #OQuintoDosInfernos

Uma publicação compartilhada por Marcos Pasquim (@pasquim) em

Só se acalmou depois de muita insistência dos comissários e, principalmente, depois que a aeronave havia pousado! "Acho que as pessoas imaginaram naquele momento que eu havia me drogado, mas eu estava tendo um ataque da doença."

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Marcos Pasquim (@pasquim) em

Marcos só conseguia se acalmar quando ficava na frente da televisão e jogando vídeo game: "Não saía do apartamento. Perdi até a libido". 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Marcos Pasquim (@pasquim) em

A agorafobia é ainda mais presente em situações de grande aglomeração de pessoas, em momentos onde a pessoa se sente vulnerável (como andar de avião e helicóptero, por exemplo) e afins. A doença não tem uma causa bem conhecida e nem mesmo uma cura. Resta ao paciente sempre estar ciente daquela condição e tentar manter a racionalidade dentro dos momentos de crise.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Marcos Pasquim (@pasquim) em

Ficamos felizes em saber que Pasquim saiu dessa e há mais de 10 anos deixou a medicação de lado. Continue saudável moço!

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Alerta de emoção! Marcos Pasquim vai às lágrimas ao reencontrar o pai no 'Encontro com Fátima Bernardes'