"Minha primeira vez foi aos 3 anos"! Jornalista da Globo faz revelação chocante sobre seu drama contra dependência

Celebridades

November 27, 2018 16:05 By Fabiosa

O consumo precoce de bebidas alcoólicas pode gerar sérios danos à saúde. De acordo com o Guia Prático sobre o impacto de bebidas alcóolicas para a saúde da criança e do adolescente, lançado pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), quanto mais cedo a criança ingerir álcool, maior a possibilidade de se tornar dependente ao longo da vida.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por вαявαяα gαи¢ια (@bgancia) em

Esse foi o caso da jornalista da Rede Globo Barbara Gancia, que participou do Programa Encontro, de Fátima Bernardes, na segunda-feira (26) e resolveu abrir o jogo sobre seu drama pessoal e como começou sua relação com o alcoolismo, tema de seu livro A Saideira – Uma Dose de Esperança depois de anos lutando contra a dependência.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por вαявαяα gαи¢ια (@bgancia) em

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Bate e assopra do "paitrão"! Depois de ter detonado Mara Maravilha, Silvio Santos sai em sua defesa: “Muito injustiçada”

Barbara Gancia revelou que sua primeira vez foi aos três anos: “Desde a primeira vez, eu bebi errado. Eu não comecei a beber porque perdi alguma coisa, porque fiquei triste. A primeira vez foi com 3 anos, a segunda com um bombom de licor, aos 6 anos e a terceira eu tomei um poncho, com 9 anos, em um jogo".

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por вαявαяα gαи¢ια (@bgancia) em

A ex-apresentadora do Programa Saia Justa também explicou porque as mulheres acabam sendo mais afetadas pelo alcoolismo, por conta de sua própria genética corporal, com maior quantidade de gordura e água, que metaboliza mais rápido a bebida.

Barbara Gancia também revelou sobre os desafios do tratamento: “A primeira vez que entrei em contato com os Alcoólicos Anônimos foi em 1988 e de lá para cá, fiquei três anos sóbria, tive uma recaída, depois dois anos”, dizendo que a característica é que algumas vezes a pessoa para o tratamento por uma tragédia ou uma perda.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por вαявαяα gαи¢ια (@bgancia) em

Histórias como a de Barbara Gancia servem de alerta para que pais, mães e a sociedade em geral possa trabalhar na prevenção de consumo precoce de bebidas alcóolicas.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: O milagre que vem da voz! Pacientes recebem alta antes do tempo ao serem "cuidados" por esta enfermeira