Desastre de audiência e fortes críticas: Aguinaldo Silva r

Desastre de audiência e fortes críticas: Aguinaldo Silva reconhece onde errou em "O Sétimo Guardião"

Celebridades

May 18, 2019 00:24 By Fabiosa

Mais uma grande produção chega ao seu fim na TV Globo: na noite de sexta-feira (17), foi ao ar o último capítulo da atual novela da faixa das 21h, O Sétimo Guardião. Diferentemente de outros títulos do horário, o folhetim se despediu da casa dos brasileiros registrando índices de audiência bastante abaixo da média.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por O Sétimo Guardião (@osetimoguardiao.oficial) em

Desde seus primeiros capítulos, a novela já não foi muito bem aceita pelo público - o que, por si só, já costuma ser uma bela receita para o desastre. Na tentativa de convencer a audiência, o enredo foi passando por modificações até que desandou de vez. Pelas redes sociais, os telespectadores manifestam indignação e criticam bastante a novela.

Em entrevista ao site da própria Globo, o autor Aguinaldo Silva comenta sobre seu trabalho. Ele reconhece que a novela teve erros e tenta diagnosticar os motivos para não ter conquistado a audiência.

O Sétimo Guardião reabriu as portas da ficção desvairada para um gênero em que as histórias estavam ficando cada vez mais 'documentais' e 'realistas'. Isso causou uma certa estranheza, eu reconheço.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Aguinaldo Silva (@aguinaldofsilva) em

Mas o novelista não é exatamente conhecido por ser de abaixar a cabeça! Apesar de reconhecer os erros, ele tenta se defender das críticas. Sobre a escolha do realismo fantástico, por exemplo, ele relembra que as novelas se consagraram dessa forma.

Mas devo lembrar que não foi o retrato objetivo da realidade, e sim, as grandes tramas ficcionais que marcaram o gênero telenovela.

Já sobre a reta final da novela, onde as críticas começaram a ficar cada vez mais duras após o enredo ter degringolado de uma vez por todas, Aguinaldo passa a batata quente para outra pessoa. Ele afirma que a ideia de inserir um serial killer que assassinaria os guardiães da Irmandade foi de Silvio de Abreu, o diretor de teledramaturgia da TV Globo. Ele conta que só deu um retoque final na sugestão: escolher a governanta Judith (Isabela Garcia) para o papel de assassina.

A sugestão de matar os guardiães e criar uma situação de mistério e suspense em torno dos crimes foi do mestre Silvio de Abreu, durante uma reunião que tivemos para falar sobre os rumos da novela. Ele sugeriu e eu embarquei na hora.

Escrever uma novela deve ser uma tarefa bastante difícil e agradar a todo um país é praticamente impossível. Pelo lado bom da coisa, é importante ressaltar que as opiniões negativas sobre a produção não são unânimes! A novela coleciona sua própria legião de fãs e nem tudo são críticas nas redes sociais de Aguinaldo Silva.

Além disso, o autor está prometendo uma grande surpresa para o último capítulo. A partir de segunda (20), a faixa passa a ser ocupada pelo novo folhetim da emissora: A Dona do Pedaço.

E você fica de qual lado dessa história?

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Os famosos cantam "Evidências"! Reynaldo Gianecchini solta a voz e desafia colegas de "A Dona do Pedaço" a fazerem o mesmo