"Já tá feito, já pegou fogo, quer que eu faça o quê?":

"Já tá feito, já pegou fogo, quer que eu faça o quê?": fala de Bolsonaro sobre incêndio do Museu Nacional gera indignação

Celebridades

September 6, 2018 20:52 By Fabiosa

Vira e mexe quando uma tragédia de grandes proporções acontece, alguma personalidade solta um comentário sobre o ocorrido que imediatamente faz com que todos nós pensemos: "Afe, mas acaba de perder uma grande oportunidade de ficar calado!", não é mesmo?

 

Com a triste notícia do incêndio no Museu nacional, no Rio de Janeiro, no ultimo domingo, 02 de setembro, não foi diferente e duas declarações sobre a tragédia, que fez o país lamentar a perda inestimável de uma valiosa parte de nossa história, chocaram e indignaram a população.

A primeira pérola nesse caso foi do atual prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, que ao saber do incêndio publicou uma nota em suas redes sociais falando em reconstruir o patrimônio histórico perdido

"É um dever nacional reconstruí-lo das cinzas, recompor cada detalhe eternizado em pinturas e fotos e ainda que não seja o original continuará a ser para sempre a lembrança da família imperial que nos deu a independência, o império, a primeira constituição e a unidade nacional", escreveu ele.

Após receber duras criticas de pessoas lhe informando o óbvio: é impossível reconstruir o acervo raro perdido, o prefeito editou a nota explicando que se referia ao prédio e não aos artefatos históricos que o local abrigava.

 

Mas se a nota de Crivella deu o que falar, uma declaração do candidato à presidência Jair Bolsonaro ganhou com larga vantagem a competição de quem é mais inadequado após uma tragédia.

Perguntado qual seria sua proposta parta a manutenção do patrimônio histórico, Bolsonaro não pensou duas vezes e mandou:

"Já tá feito, já pegou fogo, quer que eu faça o quê? O meu nome é Messias mas eu não tenho como fazer milagre", disse ele se referindo a seu nome completo, Jair Messias Bolsonaro.

Evidentemente o candidato foi alvo de críticas e entrou para o rol de personalidades que falam aborbrinhas depois de uma grande tragédia.

Outros famosos que deram bolas fora em casos assim foram Fernando Carvalho, dirigente do Inter que comparou o rebaixamento de seu time à tragédia com o avião da Chapecoense; o comediante Pete Davidson, que fez uma piada de mal gosto por sua namorada estar se apresentando durante o atentado terrorista em Manchester, no ano passado; e Marta Suplicy, que era ministra do turismo quando o caos aéreo tomou conta de nosso país, em 2007,  e a sexóloga disse a célebre frase “Relaxa e goza porque você vai esquecer dos transtornos”.

 

Parece que a lista de declarações bizarras após tragédias não para de crescer, não é mesmo? E você? Se lembra de mais algum caso do tipo? Relembre outras gafes do tipo e deixe-as nos comentários.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Perda inestimável: celebridades lamentam incêndio em museu do Rio de Janeiro