Precisamos falar sobre psicopatia mirim! Essas crianças cometeram crimes terríveis bem debaixo do nariz dos pais

A psicopatia é um grave desvio de personalidade que pode fazer com que as pessoas cometam crimes e tomem atitudes terríveis sem sentir um pingo de remorso ou arrependimento. Mas o que choca muita gente é que crianças aparentemente comuns podem ser verdadeiros psicopatas.

Aliás, esses seres providos de todo mal podem estar mais perto do que você imagina. Podem estar na escola, na sua vizinhança e até mesmo dentro da sua própria casa.

Um exemplo claro de psicopatia infantil está no filme Precisamos falar sobre o Kevin. Baseado no livro de Lionel Shriver, o longa conta a história de um menino que já nasceu ‘estranho’ e, mais tarde, cometeu uma série de assassinatos que chocou os habitantes da cidade onde vivia.

Pois é! Muitos pais acabam se surpreendendo com o que estava bem debaixo dos seus narizes o tempo todo! E não é nada fácil lidar com a culpa por ter parido um ser totalmente maligno desses. Separamos aqui 5 crianças realmente diabólicas que são grandes psicopatas.

1 - Beth

Beth é uma criança como qualquer outra. Tem olhos azuis, cabelos castanho e uma franjinha bem comum nas meninas da sua idade. Só que, apesar desse ‘visual’ de anjo, ela é bastante diabólica.

Após ser abusada pelo padrasto com apenas um ano, ela foi colocada para adoção. Mas nada dava certo nos lugares por onde passava. Molestou o próprio irmão e alguns animais de estimação.

Depois de adotada, confessou que sentia um enorme de desejo de matar a família toda. Até chegou a pegar facas na cozinha da casa para cometer o crime e ela diz tudo isso num documentário sem o menor sentimento de arrependimento, ok?

2 - Amarjeet Sada

O indiano tinha 8 anos quando foi preso, acusado de matar três bebês com menos de um ano de idade. Os pais de Sada descobriram os crimes depois que ele matou dois primos, mas resolveram esconder a informação. Só que o menino continuou a praticar o crime e assassinou um vizinho.

3 - Mary Bell

A menina inglesa foi considerada a homicida mais jovem da história na década de 60.

De acordo com reportagens, desde que nasceu, Mary Bell já demonstrava que não era uma criança normal. Aos 2 anos, nunca chorava e adorava brincar batendo nos brinquedos. Com 4, tentou enforcar uma coleguinha na escola e disse à professora que sabia que podia ter matado a menina.

Um ano mais tarde, presenciou a morte de um colega por atropelamento, sem demonstrar qualquer sentimento. Mas foi aos 11 anos que ela levou tudo isso a um outro patamar. Assassinou dois colegas e ainda fez questão de marcar suas peles com um M feito com uma tesoura.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: 7 sinais que podem indicar um futuro comportamento psicopata nas crianças

4 - Lionel

O menino tinha 14 anos quando cometeu um crime terrível! Lionel assistia TV com Tifanny, de 8, em sua casa enquanto a mãe estava no quarto. Pouco depois, ele foi até a mulher e disse que a criança tinha batido a cabeça na quina da mesa e não estava respirando.

Quando chegou ao local, o perito criminal identificou a real causa da morte: Tifanny levara uma pisada forte na barriga que dilacerou seu fígado, estava com traumatismo craniano, fraturas nas costelas, inchaço no cérebro e outras 35 lesões, que foram resultado de um espancamento que durou cerca de 5 minutos.

Ele foi condenado há 3 anos em regime fechado e, em seguida, 10 anos na condicional.

5 - Jordan

O menino tinha apenas 11 anos quando matou a madrasta com um tiro de espingarda na parte de trás da cabeça. A moça estava grávida e morreu junto com o bebê.

Após o crime, Jordan pegou um ônibus e foi para casa. O caso ocorreu em 2009 e ele foi a primeira criança a ser julgada como adulto e ser condenado à prisão perpétua.

Se você está se perguntando agora algo que todas essas crianças têm em comum, a gente explica. Todas são absurdamente frias, calculistas, manipuladores e têm capacidade de mentir além da conta. Em entrevista a Jô Soares, a médica e psiquiatra Ana Beatriz Barbosa e Silva falou um pouco mais sobre psicopatas. Veja o vídeo:

Lembre-se: nem sempre o fato de uma criança ser agitada ou estranha quer dizer que ela é uma psicopata. Mas, por vias das dúvidas, é melhor prevenir do que remediar.

Fonte: Fatos Desconhecidos, Fatos Desconhecidos/ YouTube, Administradores

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: 7 sinais de que você está se relacionando com um psicopata

Recomendamos