Mãe denuncia sequestro de suas filhas, e o sequestrador é o pai das meninas: "Ele é um homem abusivo, rico e muito influente que vem torturando minhas filhas nos últimos 2 anos"

Quando um casal se separa, uma das maiores preocupações é com relação a guarda dos filhos. O mais comum é que a mãe fique com as crianças e o pai tenha direito a visitas combinadas. Só que um caso recente está chamando atenção depois que a mãe denunciou o pai nas redes sociais pelo sequestro das três filhas do casal!

Em seu perfil do Twitter, Laalen escreveu um texto no qual conta que o homem foi visitar as filhas e as levou para um passeio, mas está há mais de 3 dias sem receber notícias sobre o paradeiro do homem e das três meninas.

“Sohail Zahar Ali Khan é um homem abusivo, rico e muito influente que vem torturando minhas filhas nos últimos dois anos. Ainda assim, é o pai biológico delas e sempre que tento denunciá-lo às autoridades, me dizem que é um problema familiar”, pontuou.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Pesadelo da vida real! Essas histórias dos sequestros mais terríveis vão fazer você perder o sono

Ela ainda revelou que, durante os 11 anos em que esteve casada com o ex, ele a agrediu fisicamente e causou problemas psicológicos. Todas as agressões foram presenciadas pelas filhas, que têm 4, 10 e 11 anos.

Além de burlar o esquema de agendamento de visitas, segundo a mãe, o pai ainda levava as filhas para locais desconhecidos e estava sempre cercado de seguranças.

Sua influência é bastante, principalmente porque Zahar é diretor de uma importante escola e usa isso a seu favor. A Froebel’s High School é uma rede de ensino conhecida, mas que já esteve no Centro de uma polêmica quando alunos defenderam outros estudantes que estudaram no local e foram expulsos por violar as regras. Alegara autoritarismo da diretoria.

Agora, Laalen considera que outros membros da escola estejam ajudando a acobertar o sequestro de suas filhas. “Não faço ideia de onde minhas filhas estão e estou realmente preocupada. Elas estão em perigo real”, explicou no tweet que já foi compartilhado mais de 200 vezes.

No entanto, embora algumas pessoas estejam apoiando a mãe, as autoridades ainda não demonstraram empenho em encontrar as meninas. Só resta a essa mãe continuar espalhando sua história e pedindo ajuda nas redes sociais.

Fonte: Laalen/ Twitter, The News

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Sobreviventes do sequestro de Cleveland: Onde estão elas agora, 5 anos depois de escapar do cativeiro?

Recomendamos