Essa mulher conseguiu realizar o sonho de todas as mães de

FAMÍLIA & CRIANÇAS

Essa mulher conseguiu realizar o sonho de todas as mães de conciliar trabalho, filhos e alimentação saudável e se tornou uma inspiração nas mídias sociais!

Date June 15, 2018 20:00

A maior parte das mães vivencia o mesmo dilema: poder ter tempo livre para curtir a criação dos filhos, trabalhar e conseguir ter uma vida saudável.

São poucas as mães que conseguem realizar esse sonho e mesmo assim, muitas não conseguem manter esse sonho ativo por muito tempo, por dificuldades financeiras ou até mesmo por não conseguir conciliar tudo.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Tinder a céu aberto! Conheça o costume dos pais que anunciam seus filhos no “Mercado do Casamento Chinês"

Ser mãe e profissional ao mesmo tempo não é tarefa fácil. A publicitária Fernanda Summa contou sua experiência antes e depois da maternidade.

Ela conta que sempre teve dificuldade de conciliar vida profissional e pessoal, mesmo antes de engravidar porque sua profissão lhe exigia que ela trabalhasse em um ritmo frenético.

Depois que teve seu filho Pedro, em 2010, teve que retornar ao trabalho depois de 6 meses de licença e viveu durante cinco anos em sensação de frustração e impotência.

Assim como a maioria das mães, o sentimento era de impotência por chegar em casa no horário só de pegar a criança para comer, para dar banho e dormir. “Ser mãe não se resume a isso”.

Depois de 20 anos no mercado, ela foi demitida e começou a esboçar o seu projeto, intitulado [Eu] Orgânico, que tem como objetivo facilitar o acesso e entrega de orgânicos às pessoas.

O projeto levou dois anos para ser colocado em prática. Hoje, ela comemora poder trabalhar em horários alternativos e acompanhar mais de perto a criação dos filhos, preparar e oferecer uma alimentação saudável e sortida.

Hoje ela não se arrepende de ter feito essa mudança de vida e se considera mais feliz.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Redação de um aluno comove o mundo e dá um belo puxão de orelha nos adultos: “Odeio celular porque meus pais não saem dele”