Brincadeira sem graça! Garoto confunde bomba caseira com lixo e perde dois dedos da mão

Família & Crianças

October 12, 2018 19:32 By Fabiosa

Quando estamos falando de crianças e adolescentes, sabemos que é preciso tomar muito cuidado, pois, muitas vezes, brincadeiras que pareciam inofensivas fogem do controle e acabam causando transtornos e até acidentes mais graves. Foi isso que aconteceu com uma mãe que está inconsolável por não ter conseguido ajudar o filho, que perdeu dois dedos da mão esquerda durante a explosão de uma bomba caseira em Hartford (Connecticut).

O jovem Carlos, de 16 anos, estava no quintal da casa de um amigo quando avistou o que pensou ser um pedaço de papel alumínio no chão.

Imediatamente, ele pegou a folha e a amassou em uma bola, provavelmente para jogar no lixo, mas ela acabou explodindo em suas mãos.

Carlos foi levado ao hospital da cidade, mas acabou perdendo os dedos indicador e médio da mão esquerda por causa da explosão. Além disso, a mãe dele contou à FoxNews que houve outras complicações em decorrência do acidente. “Ele teve queimaduras no peito e no estômago”, disse.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Criança de dois anos sobrevive a queda mortal

Triste por não ter conseguido ajudar o filho no momento do acidente, Gabriele criou uma campanha de financiamento coletivo para ajudar a pagar os gastos do menino com o hospital.

No texto, ela explica que Carlos foi diagnostico com Diabetes tipo 1 aos dois anos de idade e, desde então, serve como inspiração para outro jovens com o mesmo problema. Além disso, é um grande fã de esportes e ajuda a mãe a cuidar dos irmãos mais novos, de 8 e 6 anos.

Apesar do terrível acidente, e da possibilidade de não conseguir salvar os outros três dedos da mão, ele se mantém positivo. “Para mim, ele é um herói. Ele dá seu melhor. Não posso expressar quão grata sou por tê-lo como meu filho”, pontuou.

Para os médicos e para a polícia, ainda não se sabe se foi o próprio Carlos quem criou a bomba caseira ou se foi algum amigo, como uma espécie de brincadeira que acabou muito errado. As investigações continuam.

No Brasil, a mesma brincadeira com explosivos feitos em casa já fez duas vítimas na cidade de Porto União (Santa Catarina).

Os meninos Gabriel Metzler de Oliveira e Tiago Ravanello brincavam em casa quando resolveram comprar materiais para montar um explosivo caseiro.

A ideia era colocar a bomba para explodir em um terreno baldio, mas os meninos acabaram se descuidando e ela explodiu dentro da cozinha da casa de Tiago.

O irmão mais novo dele presenciou o acidente e foi o primeiro a socorrer os meninos, seguido por uma vizinha. Tiago, infelizmente, não sobreviveu ao acidente e Gabriel perdeu a visão por causa da explosão.

Apesar do fato triste, a história serviu para conscientizar famílias e jovens da cidade sobre os perigos de mexer com bombas caseiras. Desde o acidente, não foram registrados mais problemas envolvendo explosivos na cidade.

Além disso, para superar a morte do amigo e as limitações que o acidente deixou, Gabriel tornou-se palestrante e viaja pelo Brasil contando a própria história e orientando famílias sobre esse perigo.

Pode até nunca ter acontecido com você ou alguém próximo, mas é importante, pelo menos, saber os procedimentos adequados para se tomar em situações como essa, que podem acontecer a qualquer momento.

O primeiro passo é nunca mexer em objetos estranhos ou que levantem algum tipo de suspeita. Ao perceber algo assim, o ideal é isolar o local e chamar a polícia imediatamente.

Caso a bomba exploda, mantenha a calma, se afaste do local da explosão e chame as autoridades, que vão saber como agir.

Mas o mais importante é conscientizar crianças e adolescentes sobre os perigos desse tipo de brincadeira de mau gosto e estar sempre alerta.

Fonte: Fox, GoFundMe, Biblioteca Virtual, V Vale

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Cuidado dentro de casa: criança de 5 anos morre ao se engasgar com pirulito e caso chama a atenção. Veja 5 dicas para prevenir este acidente