Já imaginou levar uma multa quando seu filho falta à escola? Tem gente fazendo isso

Toda criança gosta de faltar à aula e, convenhamos, uma vez ou outra, isso não faz mal, não é? Mas imagine agora que você deixa seu filho ficar em casa um ou dois dias ou até mesmo não o leva para a escola porque estavam viajando e acaba recebendo uma bela multa na volta?

Pode parecer bem improvável, mas em alguns países, como a Alemanha, isso já é bem real. Pior, quando a volta às aulas está próxima, membros da polícia chegam a fiscalizar aeroportos em buscas de famílias ‘fugitivas’ que decidem levar as crianças para viajar e, consequentemente, vão deixá-las perder aula.

undefinedNeydtStock / Shutterstock.com

Na maioria das vezes, essa fiscalização termina com apenas uma advertência, mas, em alguns casos, a própria polícia pode levar a criança até a escola ou aplicar uma multa salgada de 2.500 euros (aproximadamente R$ 12.100).

Uma família brasileira acabou sofrendo com essa possível ameaça quando trouxe a filha para o Brasil e resolveu ficar no país para o aniversário de 70 anos da bisavó da menina. A saída foi conseguir um atestado médico falso para apresentar à escola, que já havia acionado os órgãos responsáveis quando a criança faltou três dias na escola.

Além do atestado, que precisou ser traduzido, a mãe teve que apresentar a passagem de volta e a troca feita em decorrência do problema de saúde falso para se livrar da multa.

Mas se engana quem pensa que essa moda é só na Alemanha. No Reino Unido, mais de 16 mil famílias foram processadas por deixar os filhos faltarem às aulas.

undefinedESB Professional / Shutterstock.com

No país, o valor das multas é de até R$ 13 mil e os pais são obrigados, por lei, a garantir a educação das crianças entre os 5 e os 16 anos. Desde que as multas começaram a ser aplicadas, as faltas escolares tiveram uma redução considerável, de 200 mil.

Até no Brasil essa moda já começou a pegar. O Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) multou um casal em um salário mínimo por permitir faltas do filho à escola.

undefinedSharomka / Shutterstock.com

A multa original era de 3 salários mínimos, mas a família recorreu na Justiça, alegando que o menino sempre escapava do local por falta de supervisão e não tinha condições de arcar com o valor exigido.

Vale lembrar que, em um ranking de educação com 36 países, divulgado em 2017, o Brasil ficou em penúltimo lugar. Diante de tudo isso, conta para a gente, o que você acha dessa nova moda? Eficiente ou radical demais?

Fonte: G1, Globo, O Hoje, Veja

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Escola substitui suspensão por meditação e resultados são incríveis

Recomendamos