Menina que amava seus cachos teve cabelo alisado pela madrasta sem permissão. Revoltada, mãe faz desabafo nas redes sociais

Família & Crianças

July 4, 2018 14:57 By Fabiosa

A pequena Bella, de 8 anos, sempre foi uma menina empoderada e segura de si e de suas raízes. Com seus longos cabelos cacheados, que a pequena simplesmente amava, ela já arrasava com suas fotos nas redes sociais e sua conta, que é mantida pela mãe da garota, já acumula quase 160 mil seguidores.


Por sua beleza e atitude, a menina já até fazia trabalhos como micro influenciadora digital e modelo infantil. E as suas longas madeixas cacheadas eram uma das suas marcas registradas e fontes de sua confiança e autoestima. Até que tiraram isso de Bella sem sequer a menina querer.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Racismo desde a infância: vídeo de criança pintando o rosto de branco porque não quer mais ser marrom choca a internet e levanta discussão

A história foi compartilhada pela própria mãe de Bella, Fernanda Taysa, que ficou revoltada com a situação. De acordo com relato de Fernanda, ela já havia reparado que a atual mulher do pai de Bella não gostava muito do cabelo da garota. Certa vez, durante uma ligação de videochamada, a madrasta, ao ver a menina de cabelos soltos, teria dito: “Vai prender esse cabelo, Bella”.


A mãe não gostou nada daquilo, mas preferiu não dizer nada para evitar brigas. Chegou a fazer algumas publicações nas redes sociais com algumas indiretas, mas só isso. Quando a criança foi para a casa do pai, Fernanda lavou e penteou o cabelo da filha, justamente para evitar que alguém tivesse que sequer tocar nos cachos de Bella. Mas não foi isso que aconteceu.

 

Minha diva

Uma publicação compartilhada por ♥Mamãe Fernanda ,Mineira Uai 🔹 (@dicas_da_bella) em


Antes da menina voltar para a casa da mãe, o pai comunicou Fernanda que Bella tinha mudado de visual. De acordo com o pai, ela teria cortado “só as pontinhas” do cabelo e alisado. E Bella teria amado o resultado.


Mas ao chegar em casa, Bella se encontrava arrasada e com baixa autoestima, completamente diferente do que ela costumava ser. Com o cabelo cortado mais da metade, a menina não parecia nada feliz, como o pai tinha dito. E ainda teve que escutar um intragável: “Cabelo cresce”.


Revoltado, a mãe fez um relato no Facebook na segunda-feira (2) contando toda a história e desabafou: “É direito dela se sentir bem com a identidade dela, suas raízes, sua história. Isso não pode ser violado por vaidade nenhuma, a menos que a mesma queira e isso eu tenho a convicção que ela não quis”, contou, indignada.


Para especialistas, a atitude da madrasta pode ser caracterizada como crime de injúria ou lesão corporal leve, envolto no aspecto geral do racismo. Crime ou não, o trauma maior foi na vida de Bella, que teve sua confiança e identidade praticamente roubadas.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Alerta! Ex-paquita tem 45% dos olhos queimados por ácido em produto de limpeza e faz relato com alerta para seguidores