Cara de pau! Após golpe de carro estragado dar errado, bandido questiona vítima: "Onde foi que eu errei?"

Família & Crianças

July 30, 2018 14:27 By Fabiosa

Há muito tempo, bandidos mal intencionados aplicam golpes e conseguem extorquir quantias altas das vítimas escolhidas. Entre os truques mais comuns, estão aqueles em que a pessoa contatada acredita estar falando com algum parente com problemas ou mesmo que foi sequestrado e os bandidos exigem resgate. 

Até um tempo atrás, esses golpes eram aplicados por ligações telefônicas, mas agora muitos estelionatários usam o WhatsApp para praticar ação. 

Ditty_about_summer / Shutterstock.com

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: 4 golpes feitos por telefone e como reagir na hora que são aplicados

Foi o que aconteceu com um rapaz de Teresina (PI), que quase caiu em um golpe e perdeu R$ 2,2 mil. A vítima não quis se identificar, mas em uma entrevista ao G1, explicou que recebeu primeiro uma ligação de um número cm DDD 62. 

Antonio Guillem / Shutterstock.com

Assim que atendeu a ligação, o bandido disse que era um primo da vítima e perguntou se ele reconhecia a voz. "Eu disse que tinha alguns primos e ele me pediu para dizer o nome de um", relata. 

Depois, o rapaz do outro lado da linha explicou que estava com o carro quebrado em uma estrada e precisava de ajuda. 

Até então, a vítima não suspeitou de nada, porque não havia sido solicitada nenhuma quantia em dinheiro. O homem apenas pediu que ele ligasse para outro telefone, também com DDD 62. 

A vítima ligou para o número passado e quem atendeu se identificou como proprietário de uma oficina mecânica. Depois, eles conversaram pelo WhatsApp e só então o homem pediu o dinheiro. 

Alex Ruhl / Shutterstock.com

"Ele contou que os mecânicos não tinham cartão e que não havia onde sacar dinheiro. Eu já tinha desconfiado de algumas coisas, mas nesse momento eu tive certeza que era um golpe”, explicou. 

Após ter certeza do golpe, a vítima desmascarou os bandidos e enviou mensagens dizendo, entre outras coisas, que os estelionatários "deviam usar esse planejamento todo para ganhar dinheiro honestamente". 

Os bandidos, porém, não parecem ter se intimidado. Agradeceram e ainda aproveitaram para questionar a vítima: "Onde eu errei? Isso é uma forma de trabalho. Infelizmente, no momento, só tenho isso para sobreviver", alegou. 

Fonte: Notícias ao Minuto, PerfilNews

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: O WhatsApp é a rede social mais usada no Brasil, mas também é a mais perigosa. Veja 7 dicas de como proteger no aplicativo