Esse funcionário foi apenas gentil com um jovem autista, ma

INSPIRAÇÃO

Esse funcionário foi apenas gentil com um jovem autista, mas não esperava receber uma incrível recompensa

Date August 28, 2018 08:09

Muitas vezes um pequeno gesto pode ter um significado muito maior do que poderíamos imaginar. O que pode ser simples para um, pode ser de grande valor para outra pessoa. E assim, uma pequena ação pode ser o início de uma grande corrente do bem.

Matva / Shutterstock.com


Foi assim com o jovem Jordan Taylor. Ele é funcionário de uma mercearia nos Estados Unidos, em Baton Rouge, Lousiana. Durante o seu expediente de trabalho, tudo que ele fez foi ser gentil e atencioso com seus clientes, sem exceção. E por causa desse gesto aparentemente insignificante, ele tocou e mudou a vida de outras pessoas, inclusive a dele.

Delaney Edwards Alwosaibi / Facebook

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Estranho ajudou uma mãe com dois bebês em um avião e se transformou no melhor amigo de sua filha

Jordan estava em mais um dia de trabalho quando se deparou com um cliente observando-o atentamente enquanto reabastecia as prateleiras de suco de laranja. O funcionário viu que tinha algo de especial ali e decidiu perguntar se o jovem não queria ajudá-lo na tarefa. Ele fez sinal positivo e juntos eles começaram o trabalho.


O jovem atento era Jack Ryan Edwards. Ele é um adolescente autista de 17 anos. O gesto pareceu simples, mas, para a família de Jack, significou muita coisa. A gentileza e a atenção de Jordan fez com que Ryan interagisse com ele, algo raro na vida do adolescente.

Delaney Edwards Alwosaibi / Facebook


Muitas vezes, algumas atividades diárias podem significar um grande desafio para quem tem autismo. Por isso, a atitude de Jordan foi tão incrível: “Poderia ter ignorado. Poderia ter dado uma desculpa e dizer que não era permitido que o ajudasse. Em vez disso, deixou que ele tivesse seu momento e deu a minha família um momento que jamais esqueceremos”, desabafou Delaney, irmã de Ryan.

Delaney Edwards Alwosaibi / Facebook


O gesto comovente foi filmado pelo pai de Ryan, Sid Edwards. Nas redes sociais, Delaney publicou o vídeo e elogiou o funcionário: “Pode parecer nada para as outras pessoas, mas como você pode ouvir meu pai dizer no vídeo, ‘Estou vendo um milagre acontecer’ “.


Delaney conversou com o funcionário e acabou descobrindo que Jordan gostava muito de matemática e sonhava em ser um educador. Então, ela decidiu retribuir a gentileza que ele fez ao seu irmão e criou uma campanha na internet chamada “Vamos mandar Jordan para faculdade”, para arrecadar o dinheiro necessário para pagar a faculdade de Jordan.


E não é que deu certo? Em uma semana, a campanha superou a meta e passou de 124 mil dólares arrecadados, ou seja, quase meio milhão de reais! E para completar, a história ainda chamou a atenção de uma empresa de cooperativa de crédito. A Neighbors Federal Credit Union anunciou que ajudaria Jordan a conseguir um carro para que pudesse ir ao trabalho e à escola mais tranquilamente, mas acabou ela mesma doando o veículo para o jovem!

O presidente da empresa, Steve Webb, afirmou sentir orgulho de Taylor por ele perseguir seu sonho de ser professor de matemática ao se matricular na Grambling State University. E não parou por aí! Jordan ainda ganhou um prêmio de reconhecimento na cidade pela atitude.


Mas não foi só Jordan que saiu ganhando. Ryan também conseguiu um emprego de meio período na própria mercearia onde ele, naquele dia comum, decidiu ajudar Jordan a arrumar as prateleiras.


Uma pequena ação, um resultado imensurável.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Um herói de várias gerações: idoso resgata criança no rio e descobre que já tinha salvado o pai dela há 30 anos