Promovendo a experiência de quem tem bagagem: Avó inspira site de empregos para pessoas com mais de 50 anos

Para muita gente, ser idoso é sinônimo de aposentadoria e conforto. Claro, muitas pessoas, quando chegam na terceira idade, preferem mesmo descansar e ‘viver a vida’, mas tem também muita gente que prefere voltar ao mercado de trabalho e enfrentar um desafio cada vez mais frequente: o preconceito por causa da idade. E não estamos falando de gente com 90 anos, não. Muitas pessoas, quando chegam aos 50, já esbarram com alguns obstáculos na hora de procurar emprego.

Foi pensando nisso, e inspirado por uma história pessoal, o engenheiro de softwares Mórris Litvak criou o Maturijobs, uma plataforma inovadora que conecta pessoas com mais de 50 anos que querem trabalhar com empresas que oferecem oportunidades de emprego para eles.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Cansada de ver crianças na rua, essa idosa tomou uma atitude que vem inspirando muita gente

Tudo isso começou de uma forma bem simples: a avó de Morris, mesmo estando com 80 anos, ainda era bastante ativa. Era secretária e tradutora de uma empresa do outro lado da cidade, fazia trabalho voluntário e ainda arrumava um tempo para ajudar a família, mas um dia sofreu uma queda e teve que se afastar do trabalho.

A nova rotina a incomodava, principalmente por não poder mais compartilhar suas experiências com as pessoas mais jovens.

Vendo tudo aquilo, Mórris também se lembrou das pessoas que conheceu quando fez um trabalho voluntário entre 2011 e 2012 e iniciou o processo para criar o banco de empregos online. “Acreditamos em um futuro onde ninguém mais decida por nós quando é hora de parar e onde todos valorizem a riqueza da troca entre as diferentes gerações. E vamos lutar por isso”, diz um manifesto no site.

Deu certo! Em quatro anos, muitos idosos já foram empregados e se cadastraram. Mais: várias empresas se tornaram parceiras do Maturijobs ao informarem vagas para pessoas mais velhas no site.

Além disso, muitos idosos têm procurado o mercado de trabalho de forma independente, também. Segundo o IBGE, em 2017, eram mais de 4,5 milhões de pessoas na terceira idade empregadas no Brasil.

A longa experiência faz com que muitos criem negócios de sucesso, como o caso de Tião Freitas, de 70 anos, que ao lado do melhor amigo abriu uma pizzaria. “Vendo que estou em plena forma para continuar trabalhando, acho que seria um desperdício eu, produtivo como sou, ficar parado”, disse em uma entrevista à Record. Confira:

Uma coisa é certa. Independente da idade, todos nós gostamos de nos sentir úteis e isso não muda com a chegada da terceira idade. Unir a experiência adquirida por vários anos com a inovação do presente é o ideal para construir um bom futuro.

Fonte: MaturiJobs

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: A animação dessa senhora saindo de casa é inspiração para todos nós

Recomendamos