Solidariedade acima de tudo: estudantes de odontologia fazem consultas em moradores de rua

Inspiração

October 18, 2018 23:43 By Fabiosa

Para muitas pessoas, a higiene bucal é um privilégio. Ou seja, nós podemos até ter isso em primeiro lugar, escovar os dentes e sempre fazer visitas frequentes ao dentista. Mas quem tem poucas (ou nenhuma) condições de arcar com isso, acaba deixando o processo de lado, o que pode causar uma série de problemas, como o câncer bucal, por exemplo.

E é pensando nisso que 21 alunos do curso de Odontologia da Pontifícia Universidade Católica (PUC), de Belo Horizonte, criaram um projeto bacana para ajudar os menos favorecidos a estarem com a saúde bucal em dia.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Razões Para Acreditar (@razoesparaacreditar) em

Desde junho, eles fazem visitas pelos arredores do Hospital João XXIII, no Centro da capital, e abordam moradores de rua para fazer uma rápida avaliação e, se preciso, um diagnóstico de câncer bucal, além de orientar os pacientes sobre como cuidar da higiene dental e distribuir kits com escova e pasta de dente.

Solidariedade acima de tudo: estudantes de odontologia fazem consultas em moradores de ruaSolidariedade acima de tudo: estudantes de odontologia fazem consultas em moradores de ruaCarlos Yudica / Shutterstock.com

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: A emoção de sorrir pela primeira vez! Vídeo de um homem chorando após implante de dentes é de arrepiar

Nomeado de Sorriso Invisível - Sendo Luz na Escuridão, o projeto dos jovens também se preocupa com outras questões, como alimentação. Por isso, além de tratar da higiene bucal de cada um, eles também fazem questão de levar consigo alimentos, cobertores e roupas para aqueles que não podem pagar por isso.

De acordo com o aluno e diretor de extensão do projeto, Geovane Mateus Silva Rezende, a intenção é ajudar o próximo e fazer com que os estudantes participantes quebrem uma importante barreira.

“Tanto para a instituição, quanto para nós mesmos. É importante acabar com a barreira do preconceito, procurar sempre ter mais respeito e atuar para a comunidade. Todos voltam transformados, estimulados. Isso molda o caráter; colocar um pouquinho de amor é essencial para um trabalho bem-feito”, diz.

Em outubro, o projeto quer atender, pelo menos 60 moradores de rua. “Queremos expandir o projeto e levá-lo para cada vez mais pessoas. “Não é somente uma questão de cuidar da saúde bucal, mas cuidar de gente, de pessoas que realmente precisam”, acrescenta o jovem.

No Brasil

Projetos como o Sorriso Invisível - Sendo Luz na Escuridão são essenciais para que até mesmo quem pouco entende do assunto passe a se preocupar com a saúde bucal. Segundo um levantamento publicado esse ano no estudo Percepções Latino-americanas sobre Perda de Dentes e Autoconfiança, 16 milhões de brasileiros vivem sem nenhum dente. Resultado da falta de higiene e da idade avançada.

Solidariedade acima de tudo: estudantes de odontologia fazem consultas em moradores de ruaSolidariedade acima de tudo: estudantes de odontologia fazem consultas em moradores de ruaLemusique / Shutterstock.com

Os números são assustadores, se levarmos em conta que 15% dos dentistas do mundo estão bem aqui, e que o país está no ranking de melhores do mundo em Odontologia e esse mercado só cresce cada vez mais.

Por isso, é importante que você visite sempre seu dentista e mantenha a saúde bucal em dia. E, mesmo não sendo especialista nesse tema, talvez seja uma boa andar com um kit de escova e pasta na bolsa, apenas para o caso de encontrar alguém necessitado que precise. Ajudar o próximo nunca é demais, não é?

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Promessa é dívida! Jovem dentista faz prótese para menino deficiente que perdeu os dentes