Medalha de ouro! Essas mães moveram o mundo para realizar o sonho dos seus filhos e hoje eles são grandes atletas

Quem tem uma mãe, tem tudo! Como alguém pode sequer acreditar que esse anjo vivo pode corromper e desestruturar os filhos? O que não faltam são mulheres que dão a vida pelo futuro de suas crianças para que elas "nunca precisem passar dificuldade" ou que tenham o futuro que ela não teve.

As guerreiras que você vai conhecer aqui fizeram das tripas coração para que não faltasse nada dentro de casa e ainda assim, que o sonho dos filhos pudesse ser realizado: ser atletas! Histórias como a de Dona Guismar: nordestina, filha de indígenas, mãe e trabalhadora. A heroína tem uma vida que merece medalhas e estas não faltam em casa, pois conseguiu fazer de todos os filhos esportistas premiados.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Projeto " Caminho da Vitória" ensina muito mais que um esporte

Veja estas e outras histórias de mães guerreiras que ajudam e ajudaram a realizar os sonhos dos filhos atletas! Que nunca abandonariam o lar e muito menos são responsáveis pela crise na sociedade. 

1. Mãe da Raiane

Vida de atleta não é fácil. Na maioria das vezes sem incentivo, ter que se deslocar grandes distâncias para ralar de sol a sol para atingir o objetivo e ainda ser taxado dos piores rótulos, principalmente se a pessoa for negra, vier do Nordeste e tiver pouco estudo. Mas, mesmo assim, Dona Guismar provou para os filhos que se ela conseguia sustentar uma família inteira com o ritmo de uma maratonista e ainda investir no futuro deles no esporte. Eles conseguiriam atingir seus sonhos!

Medalha de ouro! Essas mães moveram o mundo para realizar o sonho dos seus filhos e hoje eles são grandes atletas
Esporte Fantástico / YouTube

 

"Trabalhei de faxineira, cuidei de criança dos outros, trabalhei [em limpeza] de cemitério", enumera Guismar Carlos, que ainda reciclava latinhas na rua e ajudava o companheiro nas obras durante à noite: "Carregava barro a madrugada todinha na carrocinha", relata a guerreira que até hoje faz a argamassa para que João da Silva, o pedreiro, possa rebocar as casas do bairro. Essa mãe faz de tudo para sustentar os quatro filhos.

É uma vida digna de vários troféus e muitas medalhas. E esse exemplo, além do apoio total, fez com que os filhos seguissem o caminho. O filho Lucas já fez capoeira, basquete, ginástica e natação. A filha mais velha, Isabela, ganhou uma bolsa de estudos por causa do esporte e foi para a faculdade para se formar em direito. Mas o grande orgulho da mãe é a Raiane: só a jovem tem mais de 180 medalhas!

Medalha de ouro! Essas mães moveram o mundo para realizar o sonho dos seus filhos e hoje eles são grandes atletasEsporte Fantástico / YouTube

A moça ganhou as primeiras medalhas na ginástica, mas as mais expressivas vieram dos saltos ornamentais. Quem colocou Raiane no alto da plataforma foi a mãe; Dona Guismar! Por anos a fio, a mãe dedicada vendia cocadas para ajudar o sonho da filha a se realizar. "Eu fazia as cocadas à noite e saia de manhã", ela vendia na rua, em porta de escolas, faculdades, hospitais e inclusive nos ônibus. O dinheiro das cocadas eram investido no futuro das filhas.

Medalha de ouro! Essas mães moveram o mundo para realizar o sonho dos seus filhos e hoje eles são grandes atletasEsporte Fantástico / YouTube

Foi ela quem procurou um clube para que as filhas treinassem ginástica, o tradicional Esporte Clube Pinheiros, em São Paulo. Na cara e na coragem, ela conseguiu fazer com que a filha Raiane fosse aceita. A mãe ainda levou a filha para o Centro Olímpico de São Paulo. Lá a técnica disse que Raiane nunca seria uma ginasta. Dona Guismar não se deu por vencida e não deixou a filha se entregar! 

Medalha de ouro! Essas mães moveram o mundo para realizar o sonho dos seus filhos e hoje eles são grandes atletasEsporte Fantástico / YouTube

A mãe guerreira levou Raiane para o Círculo Militar no Ibirapuera e, por fim, ao Paulistano. E lá, a jovem encontrou a grande paixão de sua vida: o salto ornamental! Sem essa grande mulher, não haveria nem casa, muito menos família, nem filhos esportistas e muito menos vitórias.

2. Mãe do Allysson

Foi assim que Allysson Lima se tornou uma promessa para o vôlei nacional: com a ajuda da mãe! Dona Alexina foi crucial para que o jovem conseguisse dar um drible no problema de patrocínio e assim conseguir participar das competições que vem se destacando.

Moradora da Praia de Iracema, em Fortaleza, Dona Alexina faz doces e sanduíches e ajuda o filho a preparar nas competições que o atleta participa, para que assim o rapaz atinja seu sonho.  Ela já foi artesã e dá mais uma força ao filhote fazendo mimos personalizados para festas. Os enfeites, laços e os detalhes nas embalagens são feitas pela guerreira, que é sócia e companheira e sempre apoiou as decisões do filho.

3. Mãe do Phillippe

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Philippe Coutinho (@phil.coutinho) em

Hoje um dos maiores craques da Seleção Brasileira de Futebol, Phillippe Coutinho viveu dificuldade para conseguir atingir seus sonhos. As dificuldades financeiras existiam, mas Dona Esmeralda Coutinho suou a camisa para que o menino se dedicasse desde cedo ao esporte e nunca parasse. 

Nem que fosse necessário levá-lo aos treinos a pé, como acontecia quando tinha seis aninhos de idade, e quando conseguiu com todo esforço que ele entrasse para a escolinha de futsal do Clube dos Sargentos do Rio de Janeiro. Ela estava lá quando ele foi aprovado no time de Mangueira e disputou o primeiro torneio estadual de futsal. Artilheiro da competição, foi Dona Esmeralda quem o acompanhou na estreia como profissional no Vasco da Gama.

4. Mãe do Gabriel

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Felicidade 😆🤙🏽⚽️

Uma publicação compartilhada por Gabriel Jesus (@dejesusoficial) em

Assim como a mãe de Phillippe Coutinho, a mãe de Gabriel Jesus, a Dona Vera Lúcia Diniz de Jesus lutava para que os filhos conseguissem alcançar seus sonhos. Como empregada doméstica, ela sozinha tinha que colocar comida na mesa para os três filhos e sempre estava acompanhando os passos do atacante da Seleção Brasileira de Futebol.

E assim são outras diversas mães, que batalham, se sacrificam, para que seus filhos sejam alguém na vida, mas que - principalmente - tenham o futuro promissor que elas sempre desejaram!

 

Fonte: Globoesporte, Esporte Fantástico / YouTube, Diário do Centro do Mundo

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Música, dança e esporte ajudam jovens a vencer barreiras e sonhar mais alto

Recomendamos