Em uma corrente do bem, jovens cortam grama de graça para q

INSPIRAÇÃO

Isso é que é solidariedade! Em uma corrente do bem, jovens cortam grama de graça para quem não tem condições

Date August 31, 2018 23:05

Mesmo em um mundo onde os conflitos parecem ter tomado conta da sociedade, algumas pessoas conseguem separar uma parte de seu tempo para ajudar quem precisa. A atitude de alguns jovens americanos mostra que nem tudo está perdido.

Rodney Smith é estudante da Alabama A&M University, que fica na cidade de Huntsville, Estados Unidos. O rapaz resolveu tomar uma atitude para ajudar a comunidade onde cresceu.

Ao olhar para as casas da vizinhança, ele percebeu que muitas delas não estavam com a grama cortada. Ao investigar o motivo, percebeu que as pessoas que viviam nestas casas não tinham condições de cuidar da própria grama.

Muitas das pessoas eram idosas, deficientes ou mães solteiras, que não teriam como fazer o serviço. Junto com outros jovens, criou o Raising Man Law Service. A organização sem fins lucrativos tinha como objetivo, fazer os serviços de jardinagem para estas pessoas.

“Temos plena confiança no fato de que podemos oferecer um programa muito inspirador que se concentra em canalizar a energia que os jovens têm de maneira positiva, assim como ajudar quem mais precisa”, diz o comunicado no site da organização.

 

Eles recrutam outros jovens que tenham interesse em ajudar a comunidade, mas não encontram uma ideia ou instituição que possa mostrar o caminho.

Sem nenhuma cobrança pelo serviço, eles cortam a grama, recolhem as folhas secas das árvores e até retiram a camada neve que fica na frente das casas durante o inverno.

O serviço é muito requisitado e podem ser pedidos pelo site da organização. Para manter o projeto na comunidade, os jovens contam com doações de voluntários e com a venda de camisetas.

Estes jovens são a prova de que não é preciso um grande investimento ou ajuda das autoridades para realizar algo produtivo na região onde vivemos. Além do apoio, eles também recebem a gratidão das pessoas atendidas e servem de inspiração para novas iniciativas generosas.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Aos 17 anos, morre o “garoto borboleta”, mas deixa sua história de vida como um incrível legado