Quebrando tabus: homem solteiro e gay de 41 anos adotou uma linda garotinha com Síndrome de Down

Inspiração

December 20, 2018 19:51 By Fabiosa

A adoção é um gesto de amor e carinho que faz muito bem a todas as pessoas. Normalmente, quem opta por adotar são casais que não podem ter filhos biologicamente, mas isso nem sempre é uma regra. 

Exemplo disso é a história do italiano Lucas Trapanese. Aos 41 anos e solteiro, ele resolveu adotar uma garotinha que conhecia desde que ela tinha um mês de idade, a pequena Alba. 

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Irmãos estão para adoção e recebem uma boa notícia da melhor forma possível!

Mas o detalhe mais fofo nisso tudo é que a menina tem Síndrome de Down e ele é assumidamente homossexual.

Esse encontro só foi possível porque Lucas é católico praticante e se envolve com projetos sociais e voluntários desde os 14 anos.

Um desses trabalhos é em uma insituição que trata de crianças com deficiências e problemas graves que foram abandonadas pelos pais. 

Lá, ele conheceu Alba quando a menina tinha apenas um mês de vida. Ela foi abandonada pela mãe no hospital assim que nasceu.

Os dois tiveram uma conexão quase que imediata e pode-se dizer que um trasnformou completamente a vida do outro. Por isso, Lucas teve a ideia de oficializar a união dos dois adotando a pequena e se tornando seu pai de verdade.

A parte mais bonita disso tudo é que o novo papai sempre teve vontade de adotar justamente uma criança com necessidades especiais, e conseguiu! Juntos, os dois fazem o maior sucesso nas redes sociais, principalmente no Facebook, onde ele não economiza cliques ao lado da pequena.

Uma história bonita e emocionante que nos mostra que a vida pode ser bonita e muito mais leve ao lado de quem amamos. Que o Lucas e Alba possam ser sempre felizes juntos.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: A história da mãe que perdeu dois bebês, mas ganhou um anjinho pela adoção