Honestidade ainda existe! Esse homem devolveu mais de R$ 200

Honestidade ainda existe! Esse homem devolveu mais de R$ 200 mil para uma empresa que nem havia percebido que perdeu o valor

Inspiração

September 13, 2018 20:24 By Fabiosa

Frequentemente, a gente para e se pergunta se ainda existem pessoas honestas nesse mundo, não é? A resposta é que, felizmente, ainda existe muita gente de caráter. E a história que vamos contar hoje não nos deixa mentir. O protagonista é o fuzileiro naval Rodrigo dos Santos Lima, de 34 anos, que estava no estacionamento de um shopping quando encontrou algumas sacolas aparentemente 'esquecidas' por alguém perto do seu carro. 

A primeira reação foi achar que tudo aquilo era papel a ser descartado. Por isso, ele imadiatamente as colocou no carro e levou para casa, com intenção de jogá-las fora ou por para reciclar. 

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Atitude de honestidade de garoto é compartilhada por funcionário da Copel e logo viraliza

Só que ele acabou esquecendo e, quando foi olhar com mais calma, percebeu que na verdade tudo aquilo era dinheiro e cheques. No total, a soma era de quase R$ 200 mil. 

"Fiquei muito nervoso, né? Nunca tinha visto tanto dinheiro junto. Aí comecei a olhar os prospectos da empresa que tinham [sic] dentro da bolsa e fiz contato com eles para combinar de devolver o dinheiro", contou em uma entrevista ao UOL.

Quando entrou em contato com a empresa, cuja sede é em São Paulo, ele ainda teve mais uma surpresa: eles nem sequer haviam percebido que o dinheiro estava 'desaparecido'. Ou seja, poderiam nem notar o 'roubo' no final das contas. 

Ainda assim, Rodrigo quis saber logo como fazer para devolver a quantia aos verdadeiros donos. "O dinheiro era de pagamentos de pacotes de viagens. Eles ficaram muito agradecidos", pontuou. 

Na ocasião em que cedeu entrevista para o UOL, a quantia toda já havia sido devolvida. 

Em tempos de desonestidade e corrupção, histórias como as do Rodrigo servem de inspiração e pano de fundo para provar que existem muitas pessoas boas e que ainda prezam pela verdade e honra. Sem perceber que a soma tinha desaparecido, a empresa poderia nem chegar a registrar um boletim de ocorrência. Em outras palavras, ele fingiria que nada tivesse acontecido e poderia até gastar o dinheiro, mas a moral e a ética falaram mais alto. Se temos um desejo, é o de que possamos viver em um mundo onde todos pensem e ajam da mesma forma. 

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Exemplo de honestidade, rapaz devolve dinheiro depositado por engano em sua conta