O que esse garoto de 12 anos fez após a morte do amigo vai

O que esse garoto de 12 anos fez após a morte do amigo vai te deixar sem palavras

Inspiração

December 14, 2018 21:02 By Fabiosa

Você com certeza já ouviu ou até disse que crianças são seres que nascem puros e sem ver maldade onde não tem. E algumas atitudes recentes podem provar que isso é verdade. 

A história que vamos contar hoje é dos pequenos Kaleb Klakulak e KJ Gross. Os meninos se conheceram na escola onde estudavam em Michigan, nos Estados Unidos, e se tornaram inseparáveis. 

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Menina de 8 anos manda SMS para empresa pedindo mais dados para usar internet e recebe resposta "a la Papai Noel"

Segundo as famílias, isso tem a ver com o fato de ambos serem tímidos e não terem muitos amigos no local. “Eles eram como gêmeos juntos”, disse a mãe de KJ, LaSondra Singleton em entrevista à CNN.

De fato, a ligação entre os dois foi tanta que Kaleb não abandonou KJ mesmo durante uma das mais difíceis batalhas que já enfrentou - o tratamento contra a leucemia. 

“Quando KJ não podia sair para jogar, Kaleb vinha à nossa casa e brincava”, disse Singleton. “Eles eram absolutamente inseparáveis ​​do começo ao fim da amizade", contou. 

Infelizmente, KJ não resistiu a uma parada cardíaca e faleceu em maio de 2018, mas a devoção e lealdade de Kaleb com o amigo não pararam por aí. Ao saber que a família de KJ não tinha dinheiro suficiente para promover um funeral adequado, ele resolveu intervir na situação. 

A mãe dele havia abandonado o emprego em uma lanchonete meses antes, para cuidar do filho durante o tratamento e, por isso, precisou se contentar em enterrar o filho em um lote comunitário no cemitério local, sem pompas. 

Ao saber disso, Kaleb se virou para a mãe e perguntou: "Quanto custa uma lápide?", a partir daí, o menino se empenhou e fez alguns bicos para conseguir levantar a grana. No total, foram 10 mil dólares arrecadados que foram investidos diretamente em uma lápide em memória do amigo. 

“Chorei porque foi inesperado. Chorei porque estou tentando redescobrir como viver minha vida”, disse Singleton à CNN. “Eu posso ver o lugar de descanso final dele. Eu tenho um lugar onde eu posso ir e ficar com ele.”

Não há como negar que o ato de Kaleb é gentil, carinhoso e muito emocionante, pois demonstra a alegria que ele teve em poder conviver com o amigo e o quanto sente sua falta. Você faria isso por alguém?

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Garotinho nos EUA dá um show de gratidão por policiais com o ato mais doce que você verá