Bora tricotar! A atividade dos tempos das nossas avós oferece inúmeros benefícios para o corpo e a mente

Saúde e Estilo de Vida

July 25, 2018 15:31 By Fabiosa

Com a correria da vida moderna e a tecnologia, passamos a nos distanciar cada vez mais das atividades manuais.

Hoje em dia tudo se escreve no computador ou se compra pronto e aquele hábito de fazer artesanatos aos poucos foi ficando no passado.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Frutas para diabéticos: Saiba quais frutas podem piorar ou melhorar a condição de vida dessas pessoas

O tricô ou o bordado são atividades que remetem aos tempos de nossas avós, sentadas no sofá, com aquele ar de serenidade. Sim, essa é a palavra. A prática de atividades manuais como o tricô oferece mais benefícios do que você imagina.

Quem pensa que fazer tricô é apenas uma atividade de artesanato se engana. Ela é considerada uma arteterapia e utilizada por muitos terapeutas em diversas situações.

Entre os benefícios estão:

Benefícios físicos: como é uma atividade que acalma e trabalha os aspectos sensoriais, observa-se uma melhora na pressão arterial, redução no ritmo cardíaco, além de melhorar tensões musculares.

Melhora o humor: o tricô tranquiliza e reduz o hormônio do estresse, melhorando o astral e gerando mais alegria e sensação de bem-estar, além da autoestima.

Relaxamento: a repetição dos movimentos gera uma sensação de relax semelhante à prática de ioga. Além disso, o fato de ficar concentrada na atividade faz com que os pensamentos se desacelerem e com que a pessoa se esqueça um pouco dos problemas, gerando uma sensação de calma.

Estimula as conexões mentais: o trabalho de tricô exige um exercício mental de contar os pontos e de concentração que contribuem para a prevenção de doenças do cérebro e perda cognitiva, como demência.

Exercício motor: além da repetição de movimentos, o tricô faz com que se exercite áreas motoras responsáveis pela visão, audição, linguagem e pela sensibilidade.

Estimula a criatividade: tricotar estimula planejamento para começar e dar continuidade na peça e explora a imaginação na hora de escolher as linhas, as cores e os pontos.

Ajuda a lidar melhor com a frustração: o exercício de desfazer algum ponto que não dá certo ou de não conseguir alguma tentativa pode ajudar a estimular a tolerância à frustração, tão necessária à vida.

Quando realizada em grupo, essa atividade ainda pode beneficiar também a área social. Quem nunca quis um tempo para “tricotar com as amigas”?

Fonte: A Mente é maravilhosa, Catraca Livre

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Ácido hialurônico: milagre ou armadilha para a beleza?