Vamos falar sobre cocô! O que o formato dele pode dizer sobre a sua saúde?

Saúde e Estilo de Vida

July 16, 2018 15:52 By Fabiosa

Falar sobre cocô é sempre um assunto, no mínimo, delicado. Algumas pessoas podem achar meio nojento e outras até um tema íntimo demais. Porém, o que não podemos negar é que isso é algo natural e que todo mundo faz!

Jan H Andersen / Shutterstock.com


Mas a verdade é que o assunto é pouco abordado nas rodas de conversa e até mesmo nos consultórios médicos. O que pode não ser algo tão bom assim, principalmente para a sua saúde, já que as suas fezes falam muito mais sobre a sua saúde do que você podia imaginar!

Petrovic Igor / Shutterstock.com


Por isso mesmo que o estudo do cocô – é isso mesmo! – tem uma área dedicada da ciência só para ela: a coprologia. E ela é super importante para compreendermos o funcionamento do nosso corpo e até a história da humanidade, por envolverem questão de alimentação, estilo de vida, entre outros. 

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: O que a cor do cocô pode revelar sobre sua saúde: 4 sinais de alerta que todos devem conhecer

Como eles falam, e muito, sobre a nossa saúde, os cientistas resolveram, inclusive, criar uma escala do cocô. Ela é uma boa maneira de se analisar o formato das suas fezes e saber se você está saudável ou se é hora de se atentar para algum problema.

Confira agora o que o formato do seu cocô pode dizer sobre sua saúde!

Tipo 1: Pequenas bolinhas

Essas bolinhas duras e difíceis de sair são um formato relacionado com alguma alteração no intestino. Podem significar uma dieta pobre em fibras ou até mesmo uma mudança na flora intestinal devido ao uso de antibióticos. A falta de bactérias e fibras fazem com que a água não seja retida, deixando o cocô difícil de passar, causando possíveis sangramentos. Para soltar o intestino, é bom ingerir mais fibras, como frutas e verdura, e muita água.

 

💩💩💩💩💩💩💩💩💩 COMO É A FORMA DE SUAS FEZES? Somente os números 3 e 4 são bons, se a eliminação for diária! De acordo com esta tabela ( tabela de Bristol) é possível identificar padrões que podem “expressar” características importantes sobre suas condições atuais (alimentação, fibras, hidratação, intolerâncias, disbiose, etc). E podem auxiliar na investigação das possíveis causas por trás de suas queixas, durante a anamnese nutricional. Se você ainda tem outras queixas como: 💩não elimina fezes diariamente; 💩abdome inchado após refeições; 💩 gases constantes (flatulência, pum); 💩 sensação de eliminação incompleta das fezes; Então, tem algo a ser investigado! Portanto, antes de dar a descarga, faça uma rápida análise. Isto é muito importante durante uma anamnese (questionário de consulta) bem feita! 😉 Estamos à sua disposição para te orientar da melhor maneira. (61) 3248 1342/ 98153 6882 (Laser Care) ou 3346 5241/ 98145 1208 (C.M.I.) #tabeladebristol #bristol #fezes #cocô #saudeintestinal #diabiose #prebiotics #fibras #probioticos #prebioticos #hidratacao #agua #comida #comidadeverdade #food #nutricaofuncional #nutricao #nutrisandralohmann

Uma publicação compartilhada por Dra. Sandra Lohmann (Nutri) (@nutrisandralohmann) em

 

Tipo 2: Linguiça encaroçada

As fezes são compactas, mas com aspecto encaroçado. Pode ser mais doloroso por ser rígido e de tamanho maior que o ideal. Assim como no anterior, pode causar sangramentos e fissuras. As principais causas são hemorroidas, fissuras e prisão de ventre crônica, que podem levar À síndrome do intestino irritável. Alimentação mais equilibradas e alguns medicamentos e probióticos podem ajudar.

 

Eii... Já foi ao banheiro hoje?! 💩 Muita gente estranha, fica tímida, vermelha, risonha, quando eu pergunto sobre o cocô. Mas, raciocina comigo: as fezes são resultado de como seu corpo aproveitou o que comeu, certo?! Então, a cor, a textura, o formato, o cheiro, a frequência e secreções de suas fezes dizem muito sobre sua alimentação e o funcionamento do seu corpo! Dá aquela olhadinha no vaso... classifica de acordo com a foto ( Escala de Bistrol) e depois toma vergonha na cara e começa a beber mais água e alimentos ricos em fibras! 😂😂😂💩 #escaladebistrol #fezes #microbiota #modulacaointestinal #intestinosegundocerebro #fibras #maisagua #probioticos #nutricaosaudavel # nutricaoeficiente #comidadeverdade #cocosaudavel #omeutadireitinho #nemfede 😂😂😂 #nutricao #nutritatysalmeiro

Uma publicação compartilhada por Nutri Taty Salmeiro (@nutritatysalmeiro) em

 

Tipo 3: Linguiça com rachaduras

Semelhante ao segundo, inclusive as suas causas. Porém, ficam menos tempo paradas no intestino. Por isso, são menores e mais fáceis de evacuar. Praticamente saudável!

Africa Studio / Shutterstock.com

Tipo 4: Salsicha lisa

Ótimo! Esse é o tipo ideal, em que seu cocô sai facilmente, com formato liso e macio. Normalmente acontece com quem evacua uma vez por dia. Tudo nos conformes na sua barriga!

Petrovic Igor / Shutterstock.com

Tipo 5: Pedaços macios

São separados, porém macios e fáceis de sair. Normalmente acontece com quem vai mais de uma vez ao banheiro, o que pode acontecer depois de grandes refeições.

 

Você sabia que podemos identificar nossa saúde intestinal, olhando para nossas #fezes? . . A Escala de #Bristol ou Escala de fezes de Bristol é uma escala médica destinada a classificar a forma das fezes humanas em sete categorias. . . A forma e a consistência das fezes dependem do tempo de permanência da mesma no #cólon. . . Vamos aprender? Os tipos são: . . 1. Caroços duros e separados, como nozes (difícil de passar) . . 2. Forma de salsicha, mas granuloso . . 3. Como uma salsicha, mas com fissuras em sua superfície . . 4. Como uma salsicha ou serpente, suave e macio . . 5. Bolhas suaves com bordas nítidas (que passa facilmente) . . 6. Peças fofas com bordas em pedaços . . 7. Aquoso, sem partes sólidas, inteiramente líquido . . - Tipos 1 e 2 indicam constipação. . . - Tipos 3 e 4 são consideradas ótimas, especialmente a última, uma vez que estas são mais fáceis de passar na defecação. . . -Tipos 5–7 estão associados com tendência de aumento de diarreia ou de urgência. . . O tipo ideal é o tipo 4 e a frequência, desde que seja o tipo saudável, é de 1 a 3 vezes ao dia. . . Para a saúde intestinal, e prevenção de doenças, procure ingerir pelo menos 2 litros de líquidos por dia, comer frutas e verduras, alimentos integrais, cereais integrais e praticar atividade física regularmente! Melhore a qualidade de sua alimentação! Dicas da nutri, evódia moura nutri

Uma publicação compartilhada por | EVÓDIA MOURA | (@evodiamoura.nutricionista) em

 

Tipo 6: Massa pastosa

A forma de massa pastosa e fofa tem bordas irregulares. Normalmente é mais difícil de segurar e pode ser um prenúncio de uma diarreia. Pode estar ligado ao cólon ligeiramente hiperativo, excesso de potássio, desidratação, gordura em excesso na dieta e até estresse. Ou pode ser só um tempero que não cai muito bem.

 

Dar descarga após evacuar é uma prática automática para a maioria das pessoas, também é comum sentir nojo do próprio excremento, contudo, ter o hábito de observar diariamente as fezes pode ajudar a identificar alterações no sistema digestivo e até doenças. A característica das fezes pode ser bastante útil. Por exemplo, a ligação entre o tipo de dieta e o hábito intestinal e, por decorrência, a formação das fezes. Vamos entender os tipos: 1. 😞 É aquele que bóia, apontando uma alimentação pobre em fibras e água. Aumente a ingestão de água, sucos, chás, frutas com casca e bagaço, verduras, linhaça, chia, aveia, quinoa e cereais integrais. 2. 😞Este tipo mostra que as fezes permanecem por muito tempo no cólon (transito lento), além do mais há deficiência também de água e fibras. Assim como no tipo 1. 3. 🙂Indica que o bolo fecal ainda está um pouco seco. Aumente a ingestão de líquidos e água. 4. 😃Parabéns! Seu trânsito intestinal está excelente. As fezes passam com facilidade e não causam desconfortos! 5. 😕 Mostra que o bolo fecal está se movendo mais rápido que o normal. Isso pode levar a carências nutricionais e desidratação. Aumente a quantidade de fibras solúveis provenientes dos legumes cozidos, grãos, aveia, cevada e frutas. O uso de probióticos pode ajudar a regular o trânsito intestinal, mas deve ser feito com prescrição do nutricionista. 6. 😣Aponta o trânsito intestinal muito rápido. Significa que a água foi mal reabsorvida e também pode provocar carências nutricionais e desidratação. Além disso, pode ser um sinal de intolerâncias alimentares e/ou um desequilíbrio na flora bacteriana intestinal. 7. 😢Possivelmente é resultado de uma infecção. Procure um médico para fazer um diagnóstico. Tenha uma alimentação leve, sem gorduras, frituras, açúcares e laticínios. Consuma alimentos cozidos, caldos, sopas, líquidos, e água para hidratar. . #escaladebistrol #fezes #evacuação #alimentacaosaudavel #dietaequilibrada #orientaçãonutricional #probiotico

Uma publicação compartilhada por KᕮᒪYᗩᑎᕮ🍎ᑎᗩSᑕIᗰᕮᑎTO (@kelyanenutri) em

 

Tipo 7: Diarreia

Sua digestão está uma bagunça! As evacuações estão líquidas e normalmente são acompanhadas com dores. Pode ser ocasionada por viroses, infecções intestinais e até intolerância à lactose. Hora de prestar atenção na hidratação para não piorar o quadro.

Em caso de alguma irregularidade ou dúvida, não se envergonhe de falar sobre isso com seu médico. E não se esqueça de dar aquela olhadinha no vaso antes de adeus ao seu “amiguinho”!

Fonte: Abril, Diário de Biologia, Tua Saúde

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Cidades do Canadá estão testemunhando fenômeno "meteorológico" nada agradável: chuva de cocô!


Este artigo é meramente informativo. Não se automedique e, em todos os casos, consulte um profissional de saúde certificado antes de usar qualquer informação apresentada nesta publicação. O conselho editorial não garante nenhum resultado e não assume qualquer responsabilidade por danos que possam resultar da utilização das informações constantes no artigo.