Cólicas em recém-nascidos: Descubra o que é verdade e o q

SAÚDE E ESTILO DE VIDA

Cólicas em recém-nascidos: Descubra o que é verdade e o que é mito na hora de acalmar o bebê!

Date July 3, 2018 18:10

Depois do parto, quando mamãe e bebê chegam em casa, começa uma experiência inédita para os dois.

Para o bebê o mundo é algo desconhecido, assim como o seu próprio corpo. Para as mães, tanto para aquelas de “primeira viagem” quanto para as mais experientes, é sempre um desafio identificar os motivos dos choros do bebê.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: “O Homem do jogo é 11”! Jogador revelação da seleção brasileira se destaca nos campos e na vida pessoal

Cada bebê sente e se expressa de uma maneira diferente. Alguns choram continuamente durante os primeiros meses e outros dormem a noite toda. Por isso, é importante ir conhecendo os motivos que causam choro no bebê por eliminação. Por exemplo, se ele chora, amamente. Se parar de chorar, é porque era fome. E assim por diante.

Entre os maiores pesadelos de muitas mães estão as cólicas. É muito difícil ver o bebê sofrendo de dores abdominais constantes e muitas mães recorrem a todos os conhecimentos e técnicas possíveis, desde médicas até as mais populares.

Mas afinal, quando o bebê está sofrendo de cólicas, o que é verdade e o que é mito? Vamos identificar esses pontos a seguir:

Chás: Mito. Não há comprovação científica de que os chás podem amenizar as cólicas do bebê. Além de não ajudar, podem ser desfavoráveis porque o bebê pode desmamar antes da hora ao começar sentir outros sabores e outros bicos que não seja o do seio da mãe.

Amamentação: é parcialmente verdade que há uma relação entre a forma de amamentar e a cólica. O ideal é prestar a atenção para que o bebê não engula ar junto ao leite para isso, busque informações e ajuda sobre a pega correta. Outra dica é sempre limpar as narinas do bebê caso estejam entupidos.

Remédios: é verdade que os analgésicos e antiespasmódicos não apresentam eficácia comprovada cientificamente. Os pediatras vêm recomendando o uso de probióticos como tratamento por contribuir na formação da flora intestinal.

Alimentação: é parcialmente verdade que o que a mãe ingere pode influenciar na cólica do bebê. O ideal é sempre manter uma dieta saudável e evitar alimentos que contenham cafeína, que inclui café, chocolate, refrigerante e chá preto e verde.

Massagens: é verdade que as massagens ajudam na eliminação dos gases, que são os responsáveis pelas doloridas cólicas. Outra técnica que é muito recomendada é o uso de bolsa morna.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Racismo desde a infância: vídeo de criança pintando o rosto de branco porque não quer mais ser marrom choca a internet e levanta discussão


Este artigo é meramente informativo. Não se automedique e, em todos os casos, consulte um profissional de saúde certificado antes de usar qualquer informação apresentada nesta publicação. O conselho editorial não garante nenhum resultado e não assume qualquer responsabilidade por danos que possam resultar da utilização das informações constantes no artigo.