Direito de ir e vir? Sem possuir uma doença terminal, cientista de 104 anos decidiu se submeter ao "suicídio assistido" e gerou uma grande polêmica no mundo!

Um cientista de 104 anos está envolvido em uma grande polêmica na Austrália. O motivo foi a decisão que ele tomou de acabar com a própria vida após decidir pelo “suicídio assistido”. Para isso, o idoso terá que viajar até a Suíça, onde a prática é legalizada, para se submeter ao procedimento. No entanto, toda a discussão está acontecendo pelo fato de que o cientista não possui nenhuma doença terminal.

Segundo as leis australianas, David Goodall até poderia cometer o chamado “suicídio assistido”, recentemente aprovado no estado de Vitória. Mas a lei aprovada só entrará em vigor em 2019 e não permite que casos como o do cientista sejam aceitos. Além do tempo, existem outros empecilhos. A lei só permite que pacientes com doenças terminais sejam aceitos, e ainda somente aqueles que tenham expectativa de vida menor que 6 meses.

tomertu / Shutterstock.com

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Este senhor comoveu a internet ao entregar bilhetinhos para divulgar seus serviços de cabeleireiro

O que é triste é que me impeçam isso. Meu sentimento é que uma pessoa idosa como eu deve se beneficiar de seus plenos direitos de cidadão, incluindo o direito ao suicídio assistido”, disse o cientista que agora tentará o procedimento em outro país. Ajudado pela ONG Exit International, David irá para a Suíça, onde tentará o procedimento. Antes, o cientista irá passar em Bordéus, na França, para visitar e se despedir de alguns parentes.

David Goodall trabalhou durantes longos anos na área da pesquisa. Muitos de seus estudos foram publicados e contribuíram para a ecologia, sua área de atuação. Nascido em Londres, o cientista vivia sozinho na cidade de Perth, Austrália. Membro da Ordem da Austrália, David recebeu bastante prestígio ao editar a série de 30 livros, “Ecossistemas do Mundo”.

benedix / Shutterstock.com

Agora ele diz que não tem mais qualidade de vida, nem mobilidade, e gostaria de poder descansar em paz. Qual a sua opinião sobre o tema? Deixe nos comentários.

Fonte: El País

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Sempre é tempo para aprender! Conheça o senhor que terminou o ensino médio aos 101 anos!

Recomendamos