Dermatose papulosa nigra: descubra o que são essas verrugui

Dermatose papulosa nigra: descubra o que são essas verruguinhas escuras que teimam em aparecer

Saúde e Estilo de Vida

October 29, 2018 14:05 By Fabiosa

Você já ouvir falar de dermatose papulosa nigra? Pode ser que não, mas é bem provável que você já tenha vista alguém com ela por aí. Esse nome esquisito nada mais é do que aquelas verruguinhas escuras e manchinhas indesejadas que teimam em parecer em pessoas de pele negra.

Lembra do rosto do famoso ator Morgan Freeman? Pois é, ele é um dos pacientes mais famosos do tal problema e um exemplo clássico de como a doença costuma se manifestar. Mas afinal, o que são essas bolinhas escuras? Tem alguma forma de prevenção ou tratamento? Vamos esclarecer agora algumas dúvidas sobre o tema.

gettyimages

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Celulite facial existe! Ela é diferente da celulite estética e considerada uma infecção bacteriana grave, que precisa de tratamento

O que são essas verruguinhas?

As tais verrugas e manchas escuras, chamadas de ceratose seborreica, são sintomas da dermatose papulosa nigra, que nada mais são do que lesões relacionadas ao excesso de pele. Costumam aparecer em regiões de dobra, como pescoço, axila e virilha, inicialmente como pontinhos, podendo formar placas maiores depois.

Elas são mais comuns em mulheres e possuem predisposição genética, mas também podem aparecer em qualquer um. Normalmente, aparecem em peles negras e tendem a se agravar com a idade.

Como elas se manifestam?

Os sintomas da dermatose normalmente estão associados ao surgimento de lesões elevadas e escuras ou castanhas, que podem ser presas à pele por um fino pedículo. Elas costumam ter entre dois a três centímetros, mas podem se unirem e formarem lesões maiores. O tamanho pode aumentar com a exposição ao sol. Ela não costuma apresentar sintomas como coceira ou dor.

Qual a gravidade da doença?

Apesar de não serem lá tão bonitinhas, as manchinhas não são graves. Na verdade, o problema maior é a questão estética. Outro problema que podem ocasionar são feridas por conta do atrito, mas nada que cause grandes preocupações para a saúde. 

 

A curiosidade de todos é saber se essas “verruguinhas”, que na verdade não são verrugas, devem ou não ser retiradas, se são benignas ou se podem se tornar malignas! ⠀ 😁 Não! Elas não são malignas! Mas vou citar 3 motivos que nos levam a indicar a retirada: ⠀ ✔ LOCALIZAÇÃO: locais de atrito que propiciam a inflamação das lesões como por exemplo alça do sutiã, região do colar, ou regiões que o seu dedo alcança e você fica mexendo na bolinha, devem ser retiradas pois toda lesão que machuca constantemente pode levar a transformação para tumores de pele. ⠀ ✔ ESTÉTICA: são inestéticas poluindo sua beleza, a retirada promove uma pele mais clara com sensação de maior higiene e pele mais cuidada. ⠀ ⠀ ✔ AUMENTO PROGRESSIVO: tanto em tamanho quanto em quantidade. ⠀ 👍 As lesões não voltam onde retiramos. Acontece que, como o paciente tem uma tendência a desenvolver essas lesões, novas lesões acabam surgindo e dando a impressão de que estão voltando. ⠀ A retirada das lesões é feita de forma muito simples e praticamente indolor. Afinal, só dói aquela velha e boa picadinha, depois o paciente não sente mais nada! Absolutamente suportável e deixa um gostinho de “quero tirar tudo de uma vez”! #dralarissaalvarengadermato #vamostirarosbrincosdapele #vamostirarasbolinhas #tacriandors #pelelimpa #dermatosepapulosanigra

Uma publicação compartilhada por Dra Larissa Alvarenga (@dralarissaalvarengadermato) em

Tem como prevenir?

Infelizmente, a dermatose não possui prevenção, já que se trata de uma doença de causas genéticas. Porém, existem medidas que podem amenizar os sintomas, como evitar a superexposição ao sol e o sobrepeso, já que o excesso de pele que vem com a obesidade aumenta o atrito que provoca o surgimento das manchas. O uso de roupas justas também é um fator agravante, novamente por aumentar o atrito. Na dúvida, melhor optar por uma vida mais saudável e leve.

E como se livrar delas?

Se não houver escapatório e as incômodas bolinhas teimarem em surgir, calma! Ainda existe uma solução. Em último caso, pode-se optar por remover as tais verrugas cirurgicamente. Especialistas afirmam que existem inúmeras técnicas, tais como a remoção com cauterização, eletrocauterização, uso de laser, criocirurgia com nitrogênio líquido e até com ácido. E a boa notícia é que são tratamentos simples e com resultados efetivos.

Caso queira procurar uma dessas opções ou esclarecer mais dúvidas sobre o caso, procure um dermatologista. Ele vai indicar a melhor alternativa para sua pele e necessidade.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Pedras na vesícula: entenda o que é, quais são os sintomas e o tratamento dessa condição


Este artigo é meramente informativo. Não se automedique e, em todos os casos, consulte um profissional de saúde certificado antes de usar qualquer informação apresentada nesta publicação. O conselho editorial não garante nenhum resultado e não assume qualquer responsabilidade por danos que possam resultar da utilização das informações constantes no artigo.