Um dia após sucesso de resgates, governo tailandês divulga primeiras imagens das crianças e detalha mega operação

O drama das 12 crianças tailandeses de um time infantil de futebol e seu técnico chegou ao fim na terça-feira dia 10 de Julho de 2018. Essa data ficará marcada para sempre como um dos resgates mais importantes já realizadas por uma equipe de salvamento em toda a história.

Nesse exato momento, todos estão reunidos na mesma ala de um hospital, isolados e em quarentena. Até seus próprios pais ainda não puderam tocar em seus filhos, só conseguem vê-los através de janelas de vidro. Mas, isso tudo é para o bem dos meninos, que ainda tem uma saúde fragilizada pelos 17 dias que permaneceram presos na caverna.

Um dia depois do sucesso da força-tarefa, o governo tailandês resolveu divulgar alguns detalhes sobre a grandiosa operação, com o acompanhamento de algumas imagens que ajudam a dimensionar o quão complexo foi o caso.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Fim do sofrimento dos 12 meninos e treinador presos na caverna! Saiba mais detalhes sobre o resgate

Os mergulhadores treinaram o resgate com algumas crianças locais e que tinham as mesmas características corporais. O objetivo principal era que os profissionais se adaptassem ao peso dos meninos e acoplassem da melhor maneira possível a maca que transportaria os meninos através das estreitas passagens da caverna.

O processo contou com 100 pessoas para cada um que era retirado e cada grupo de salvamento era divido em grupos que possuíam diferentes tarefas na operação. O longo caminho que demorou cerca de 5h para ser percorrido foi feito em várias fases. 

Em algumas passagens, dois mergulhadores acompanhavam a vítima, em outras apenas um conseguia acompanhar, por causa da galeria ser extremamente estreita. Em alguns espaços de cavernas, foram instalados bolsões de ar que ajudavam na oxigenação da caverna e nesses espaços que estavam mais secos, os garotos foram suspensos por cabos de força e "flutuados" por 4 equipes de resgatadores até atravessar toda a extensão do espaço e assim não precisavam andar.

“Tivemos muita sorte que o resultado foi o que aconteceu. É importante perceber o quão complexas e quantas peças desse quebra-cabeça tiveram que se unir ”, disse um dos coordenadores da operação.

Os garotos e seu técnico fizeram toda a passagem, levemente sedados. Foram dados tranquilizantes para que eles não se agitassem com algumas situações difíceis que o resgate precisava passar, como os mergulhos(já que nunca tiveram tido experiência antes) e passagens tão estreitas que apenas cabia uma pessoa, além de ser toda no escuro.

Nas sessões de mergulho, os meninos utilizaram máscaras de pressão. Essas máscaras especiais, possuem um sistema que se por algum acaso, entrar água dentro da máscara e atraplhar a visão e respiração, através dessa pressão que ela joga, a água interna é expulsa, sem precisar a pessoa fazer nada.

O resultado de tudo é de uma alegria imensa. Porém, depois de lermos ainda mais sobre a complexidade e a quantidade de pessoas envolvidas na operação e vermos os vídeos, o espanto e o alívio de todas as crianças e seu técnico terem saido vivos, é enorme. Todo mundo tem que agradecer os esforços e a competência dessa força-tarefa que deu uma verdadeira aula de profissionalismo e perseverança.

Fonte: G1

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: 3 dias após a morte de um mergulhador, mundo se surpreende com a notícia dos primeiros salvamentos das crianças presas em caverna tailandesa.

Recomendamos