Quase uma catástrofe! Banhista se afoga, populares tentam ajudá-la, mas também ficam presos pela correnteza!

Quase uma catástrofe! Banhista se afoga, populares tentam ajudá-la, mas também ficam presos pela correnteza!

Notícias

October 5, 2018 18:48 By Fabiosa

O Brasil é um país tropical e sua longa costa marítima com belas praias é mundialmente famosa. Além de turistas, logicamente, ela também atrai milhões de brasileiros, diariamente, em diversos estados. Mas, nem tudo são belezas naturais e banhos refrescantes, muitas dessas praias também podem ser traiçoeiras e os mares perigosos.

undefinedNikolay / Shutterstock.com

Santa Catarina é um dos estados mais famosos do país quando falamos sobre o estilo de vida praiano. Os catarinenses possuem quilômetros de um belo mar e várias praias que são verdadeiros cartões postais.

Uma delas é a praia de Atalaia, em Itajaí. A beleza natural atrai milhares de banhistas diariamente e, até mesmo, em dias de semana, mas também é conhecida como uma das praias mais perigosas da região. 

Na segunda-feira, dia 1 de outubro, um caso extremo aconteceu na localidade. Uma jovem que estava se banhando nas águas do local, entrou em um "redemoinho" (como popularmente é conhecido) e começou a se afogar.

Tecnicamente, esses "buracos" que se formam no mar, onde a pessoa fica presa e, mesmo nadando, parece que nunca sai do lugar, são chamados de "corrente de retorno". Nesse fatídico dia, existiam três correntes de retorno e centenas de banhistas que possivelmente poderiam ser pegos por elas.

Populares perceberam a situação da garota e entraram no mar para salvá-la, mas o pior aconteceu: um por um, cada nova pessoa que ia ajudar a causa, também ficava presa na corrente de retorno. A situação foi ficando cada vez mais dramática e testemunhas chegaram a contar 20 pessoas se afogando nas perigosas águas!

Por sorte, também nesse dia, o bombeiro Amorim estava de folga na praia e juntamente com os guardas vidas: Yago Ramos, Jonatan Busetti, Rafael Heberle, agiram rápido para salvar a situação.

Eles pegaram pranchas de surf, entraram no mar e começaram a revezar algumas pessoas em cima da prancha para que elas conseguissem descansar por alguns instantes.

Depois de alguns minutos, equipes de salvamento chegaram ao local e o plano de resgate teve início. Cerca de 1 hora depois, todos foram salvos e algumas pessoas que apresentaram sinais de afogamento, foram atendidas e depois liberadas.

Foi por pouco, não é? Graças aos rapazes heróis que estava atentos, mesmo em dia de folga.

Lembrem-se, é necessário respeitar demais os mares, entre na água até uma parte segura do seu corpo (no máximo com água até a cintura) e apenas em locais que guarda vidas estejam por perto!

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Duas crianças morrem diariamente no Brasil vítimas de afogamentos. Entenda como prevenir e salvar a vida de um bebê!