Mãe manda filho para festinha da escola e descobre que aces

Mãe manda filho para festinha da escola e descobre que acessório comprado para fantasia dele é proibido para menores

Notícias

December 11, 2018 21:15 By Fabiosa

Só quem é mãe sabe as dificuldades de lidar com a criançada no dia a dia e resolver todos os problemas e tarefas domésticas ao mesmo tempo. Por isso, às vezes, quando se lê uma notícia de uma mãe que enviou creme de leite invés de toddynho para o filho beber na lancheira, damos boas risadas e acabamos compreendendo os motivos que podem ter levado aquela pessoa a fazer isso sem nem perceber.

A história de hoje é mais ou menos parecida. Uma mãe de 46 anos cometeu um terrível erro ao mandar o filho para a escola fantasiado.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Mãe posta foto de filha "amamentando" a boneca e é alvo de comentários de ódio

Como os professores haviam informado em um bilhete que a turma do menino teria uma festa à fantasia, Helen Cox não titubeou e improvisou logo uma fantasia de sultão para o pequeno Alfie. 

Para completar o figurino, comprou pela internet um camelo inflável, que foi a raiz principal do problema. Assim que viu o brinquedo, a professora pediu que o menino o levasse para casa imediatamente.

O motivo disso? O inofensivo brinquedo era, na verdade, um artigo para maiores de 18 anos, que tinha um enorme buraco 'nos fundos'. 

Imagine a cara da mulher ao saber do fato e ter que explicar para a professora a situação.

"Eu sinceramente não sabia se ria ou se chorava", contou Helen em entrevista ao Daily Mail.

Em defesa dela, o item comprado em novembro estava classificado como infantil e brinquedo masculino, ou seja, não tinha como adivinhar do que ia acontecer, não é?

O erro foi não ter conferido o tal item antes de mandá-lo com o filho para a escola, mas vamos dar um desconto. Afinal de contas, acontece nas melhores famílias, não?

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Mãe de família vende próprio cabelo para comprar material escolar dos filhos