Socorrista realizava atendimento a homem ferido quando ele, propositalmente, cuspiu sangue em seu rosto gerando completo pavor na médica

Algumas situações nos fazem pensar se estamos fazendo a coisa certa com nossas vidas. Depois de passar por uma situação traumatizante e precisar esperar por seis meses por uma resposta, esta paramédica do Reino Unido repensou se estava na profissão certa.

Gemma Leigh Southcott trabalha como paramédica há mais de 13 anos. Mas um incidente assustador fez com que a mulher de 34 anos repensasse sua vida. Gemma trabalha no South Western Ambulance Service (o serviço local de ambulâncias) e estava retornando ao trabalho depois de cumprir sua licença maternidade.

Tudo aconteceu quando Gemma e sua equipe faziam um atendimento de rotina. Ela estava na chuva fazendo a avaliação de um homem ferido, quando ele olhou em seus olhos e fez algo inesperado. O homem cuspiu sangue no rosto de Gemma.

A paramédica conseguiu manter a calma e voltou para a ambulância, onde limpou o sangue imediatamente. Como não tinha espelho dentro do veículo, ela tirou uma foto com seu celular. A foto seria usada posteriormente nos tribunais.

O homem foi levado pela polícia e Gemma foi ao hospital para fazer testes de possíveis doenças que ela poderia ter contraído com a atitude daquele homem. Alguns dos exames eram instantâneos, mas ela ainda precisava esperar para confirmar se tinha outros tipos de doenças.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Homem é condenado a pagar R$230 mil a mulher em quem passou uma rasteira; para ele era "apenas uma brincadeira"

Depois daquele turno, ela recebeu 4 dias de folga. Foi quando ela questionou seu trabalho. “Eu não estava em casa para cuidar do meu bebê, eu estava cuidando das pessoas que fariam isso comigo, não parecia certo”, disse a mulher.

Mas Gemma decidiu continuar na profissão que ela tanto amava. Depois de uma longa espera e uma série de exames e para a alegria da família, nenhuma doença foi encontrada. Ela também teve uma vitória na justiça contra o agressor.

Ele não compareceu ao tribunal, mas foi condenado a 8 semanas de prisão e recebeu uma multa de 200 Libras (cerca de R$965).

Gemma compartilhou sua história nas redes sociais e recebeu o apoio de pessoas do mundo todo. Apesar do susto, agora ela segue feliz ao lado da família.

Fonte: Mirror

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Mulher tem a mão cortada pelo marido, recebe uma prótese e dá uma lição de positividade

Recomendamos