Mau humor: como seu estado de espírito interfere na sua saúde e como viver melhor

Inspiração

Você é daquelas pessoas rabugentas, pessimistas e que reclamam de tudo? Vou te dar um bom motivo para deixar de lado estes costumes e passar a sorrir e ficar de bem com a vida. Pesquisas revelam que indivíduo dominados pelo negativismo têm mais risco de desenvolver uma série de doenças e até de ter um piripaque potencialmente fatal.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Estudo revela que cantar junto ao bebê pode ajudar a superar a depressão pós-parto

O estudo é da Associação Americana de Cardiologia (AHA) e eles perceberam que, ao pesquisarem os níveis de estresse, sintomas da depressão, hostilidade e raiva, notaram que casos de acidente vascular cerebral (AVC) e ataques isquêmicos, foram maiores em pessoas que estavam tristes, hostis ou estressados.

ArtFamily / Shutterstock.com

O levantamento foi feito com seis mil voluntários com idade de 45 a 84 anos e que tiveram um acompanhamento médico durante alguns anos. Foi constatado que, é fato, pessoas pessimistas sempre estão tensas e isso ajuda no aparecimento de doenças, como hipertensão e diabetes.

Ainda foi notado que o corpo recebe um nível maior de cortisol quando o indivíduo está estressado. Ele ajuda nas inflamações e, a longo prazo, afeta até a imunidade das pessoas.

Akaranan / Shutterstock.com

Vale dizer que quando um indivíduo está estressado ou vive de mau humor, é normal ter uma autoestima abalada. Consequentemente passa a cuidar menos de sua saúde e acaba contribuindo para surgimento das doenças. Pois, ao ter pensamentos negativos como hostilidade, cinismo, agressividade e outros passam a dominar a mente.

gettyimages

Mau humor pode levar a distimia

Um caso crônico, que o mau humor pode levar, é a distimia, uma ocorrência de leve depressão. Quem sofre dessa enfermidade tem uma baixa autoestima e um senso devotado de ausência de esperança, que pode ter surgido na infância, ou no início da idade adulta, pois nesses casos as pessoas precisam de ajuda para não adoecer.

O distímico tem como característica, o seu pessimismo e rabugice contínuo, aquele mau humor que não passa. Uma pessoa com essa doença, tem uma tristeza continua, não tem esperança em nada, perde o interesse em atividade corriqueiras, não finaliza as tarefas do cotidiano e acaba provocando uma depressão.

gettyimages

Seus sintomas é semelhante de depressão, mas moderado e com longa duração. A distima as vezes é confundida com negatividade e isso acaba refletindo em uma falta de tratamento.

Sorrir é o remédio

O melhor remédio para sair do mau humor é sorrir. Isso mesmo, pensamento positivos ajudam a melhorar os níveis de cortisol e foi comprovado em uma pesquisa. O levantamento verificou a saúde e a atitude de cerca de 100 mil mulheres, que se diziam otimistas e tinham menos incidência de doenças cardiovasculares. Cerca 43 casos a cada 10 mil mulheres, tinham uma boa saúde, contra 60 no grupo das mais pessimistas, com potencial de desenvolver doenças.

As justificativas para esse resultado, é que as pessoas otimistas não se abatem e o corpo acaba acostumando com isso. O reflexo dessa atitude é mais saúde e menos suscetíveis as doenças.

Além disso, o ato de sorrir ou dar uma boa gargalhada contribui para o bem-estar, pois libera endorfinas, que são neurotransmissores com efeito de analgésico. Resumindo rir e ser feliz ajuda a prevenir doenças e ajuda na cura.

Fonte: Fonte: Psicologia do Brasil , Viver Bem , APB

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Da negação à aceitação! Engenheira compartilha comovente depoimento sobre sua trajetória até superar a depressão

Este artigo é meramente informativo. Não se automedique e, em todos os casos, consulte um profissional de saúde certificado antes de usar qualquer informação apresentada nesta publicação. O conselho editorial não garante nenhum resultado e não assume qualquer responsabilidade por danos que possam resultar da utilização das informações constantes no artigo.

Recomendamos