Por qual razão algumas crianças nascem carecas e outras ca

FAMÍLIA & CRIANÇAS

Por qual razão algumas crianças nascem carecas e outras cabeludas?

Date November 1, 2017 19:10

Você já parou alguma vez para pensar porque algumas crianças nascem totalmente carecas e outras com uma vasta cabeleira? E qual desses casos é considerado mais comum? Pois bem, há pesquisas em curso tentando entender quais são os fatores que influenciam no crescimento dos cabelos dos recém-nascidos, e se há qualquer motivo de preocupação para os pais, caso os cabelos de seus filhos comece a crescer mais tarde do que outros de mesma idade.

HTeam / Shutterstock.com

O primeiro e mais importante fator, que afeta não apenas na velocidade de crescimento, mas também nas características dos cabelos do bebê, é a genética e fatores étnicos. Caso os pais tenham cabelos loiros, muito provavelmente, o filho nascerá loiro. Caso um dos parceiros tenha cabelos finos encaracolados, enquanto o outro que o outro tem cabelo grosso e liso, o bebê pode adotar as características de qualquer um dos dois.

No entanto, não se preocupe se você tiver um bebê de cabelos escuros, e você e seu parceiro sejam loiros. Primeiro, a cor do cabelo da criança vai mudar. Nem todos os pais sabem, mas os recém-nascidos trocam de cabelos, os do nascimento caem durante os primeiros 6 meses de vida, e um novo cabelo pode diferir significativamente do antigo. Portanto, é possível que um cabelo claramente castanho acabe por se tornar loiro. Em segundo lugar, a cor do cabelo pode ser afetada pela genética. Se você tem na famílias pessoas de cabelos escuros, é possível que você tenha um bebê de cabelos escuros, independentemente da cor de cabelo dos seus pais.

Dusan Petkovic / Shutterstock.com

Outro problema comum que preocupa os pais é a calvície na nuca da criança. Segundo os pediatras, não há nenhum problema nisso. A queda de cabelos na região da nuca é comum para bebês que ficam deitados predominantemente de costas. Isso não é ruim para o bebê mas, caso queiram evitar essa calvície, coloquem o bebê para dormir de barriga para baixo.

Outra questão que preocupa os pais é quando os cabelos do bebê, após o nascimento, não crescem, ou, quando caem. Os especialistas aconselham não se preocupar com o cabelo em si, mas sim com o couro cabeludo do bebê. Caso o couro apresente normalidade, sem qualquer vermelhidão, não há nada de errado, mesmo em casos de queda ou retardamento no crescimento. Isso pode ser considerado com um simples processo natural de formação da criança. Mas, caso a pele esteja irritada ou haja erupção cutânea, é melhor discutir o problema com um pediatra de sua confiança, que poderá prescrever uma pomada especial ou recomendar um tratamento.

Dasha Muller / Shutterstock.com

Muitos pais perguntam: qual é a idade indicada para levar o filho cortar os cabelos pela primeira vez? “Quando acharem que é necessário. Resposta da pediatra Amy Poehler. O corte não prejudica a saúde dos cabelos do bebê, é só uma questão estética e de conforto”.

A pediatra recomenda ainda que os pais não abusem das tranças e dos rabos apertados nas crianças, pois o cabelo delas é muito mais sensível e vulnerável, e penteados tão complexos podem provocar queda.

A propósito, os resultados de estudos realizados em 2006 mostraram que as mulheres que durante a gravidez sofreram com queimação são mais propensas a terem bebês com cabelos exuberantes. Embora muitos considerem o fato como um mito, existe uma relação entre a queimação e o cabelo do bebê.

Como pudemos ver, caso o seu filho nasça sem cabelo ou sofra com a queda de cabelo nos primeiros seis meses de vida, não se preocupem. Inicialmente, é necessário prestar atenção se tal fato está acompanhado de outros problemas - por exemplo, irritação do couro cabeludo ou manchas. De qualquer forma, para o esclarecimento de quaisquer dúvidas, marque uma consulta com um médico de sua confiança e não sofra por antecipação