Momento cuidado! Conheça as principais doenças de algumas raças de cachorros e gatos

Animais

September 4, 2018 14:14 By Fabiosa

As pessoas criam cães e gatos domésticos há séculos, selecionando as melhores qualidades e características das raças e, assim, os animais têm mudado ao longo do tempo, tornando-se menores ou maiores.

Claro, houve algumas consequências negativas também. Pois cada raça adquiriu suas doenças genéticas e predisposições infelizes. Confira abaixo as características negativas adquiridas por certas raças.

Raças dos cães mais doentes 

1. Pugs 

Pugs se referem a raças braquicefálicas, com uma característica peculiar no focinho achatado da face. Infelizmente, é também a principal causa de todos os seus problemas de saúde. Na maioria das vezes, eles têm problemas com a respiração (pugs roncam e grunhem) e se cansam muito rapidamente devido à falta de oxigênio. As dobras cutâneas contribuem para o superaquecimento e doenças infecciosas da pele e também há problemas com os dentes, além disso, existe uma grande possibilidade de obesidade. Os donos também se queixam de problemas de visão e até mesmo a perda completa deste sentido. 

Studio number 94 / Shutterstock.com

2. Bulldogs

Bulldogs pertencem às mesmas raças braquicefálicas e consequentemente o principal problema está associado a violações do sistema respiratório. Seu nariz geralmente sofre muito com as rachaduras, a pele é frequentemente afetada por dermatites e várias infecções.  

O superaquecimento e o excesso de resfriamento não são recomendados para esses cães, pois eles podem ficar doentes facilmente, Bulldogs também podem sofrer de distúrbios do sistema musculoesquelético: displasia articular, luxação e doença da coluna. Por isso, não podem dar à luz de uma maneira natural; a maioria precisa de uma cesariana. Uma das causas de morte mais frequentes da raça é uma falha cardiovascular. 

Angyalosi Beata / Shutterstock.com

3. Boxers

Os Boxers foram criados devido à estrutura especial da mandíbula e do focinho, pois eram os melhores no combate. Mesmo que ainda sejam usados como cães de serviço e segurança, eles também são bons guias. Infelizmente, sérios problemas de saúde podem impedir que os animais tenham sucesso. Esses cães podem facilmente superaquecer e sofrer de surdez, doenças cardiovasculares e respiratórias. Eles têm problemas com a cavidade oral, dentes, intestinos e olhos. Há também uma alta probabilidade de desenvolver câncer. 

larstuchel / Shutterstock.com

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Rubble, o gato balzaquiano considerado o mais velho do mundo

4. Dachshunds

Da mesma forma que outras raças de caça, os Dachshunds têm um bom sistema imunológico. No entanto, os donos acreditam que se o cão não for cuidado com muito cuidado, doenças desagradáveis começarão a aparecer. Osteoporose, luxação dos discos intervertebrais, pode levar à paralisia e dor. Em alguns casos, é perigoso até mesmo tocá-los quando nestas condições.

Uma doença típica é a distrofia cutânea (acantose negra) e alguns podem sofrer de pigmentação, perda de cabelo, cheiro desagradável e até mesmo rugas. Dachshunds muitas vezes têm epilepsia de natureza hereditária, outro problema real para estes cachorros é a obesidade, já que o animal é considerado um cão de caça e o estilo de vida em casa com pouca atividade têm um efeito negativo em sua saúde.

James Player / Shutterstock.com

Raças de gatos mais doentes 

1. Siamês 

Este gatinho bonito foi criado na Tailândia para ter uma aparência comercial, mas infelizmente, todos os problemas de saúde foram simplesmente ignorados. Como resultado a maior porcentagem de doenças hereditárias diz respeito a essa raça. Estes gatos sofrem frequentemente do sistema respiratório (por exemplo, rinotraqueíte), vermelhidão dos olhos, baba, corrimento nasal e até pneumonia.  

Existe uma predisposição às violações do aparelho vestibular, que é perceptível pelo comportamento do gato. A doença característica da raça é o estrabismo. Esses animais não devem ser submetidos ao estresse e deixados sozinhos, pois são propensos a transtornos mentais. Gatos siameses também podem desenvolver glaucoma, displasia articular, diabetes mellitus, aumento da sensibilidade à dor e diferentes doenças cardíacas. 

Iakov Filimonov / Shutterstock.com

2. Persa 

Um dos bichanos mais populares do mundo. Além de sua aparência atraente, eles têm uma tendência a várias enfermidades nos olhos (cegueira, atrofia da retina), dentes (tártaro, gengivite), rins (doença renal policística, insuficiência renal), coração (cardiomiopatia hipertrófica, arritmias), órgãos respiratórios (rinotraqueíte) entre outros. 

rukawajung / Shutterstock.com

3. Oriental

Um gato interessante, mas de coração extremamente vulnerável. A genética desta espécie é semelhante aos gatos siameses, o que significa a mesma predisposição para doenças semelhantes. Os felinos são propensos a doenças do trato respiratório, atrofia da retina e síndrome do tórax plano, que aparecem em gatinhos e levam a uma diminuição da atividade vital. 

 

4.  Balinês 

A raça está relacionada aos siameses e orientais. Aumentando a predisposição para doenças cardíacas, nistagmo e estrabismo, com o passar dos anos. 

 

Essas doenças não estão necessariamente relacionadas a todos os animais de estimação. Nós descrevemos apenas as mais comuns e que costumam aparecer nos nossos animais de estimação. Com os devidos cuidados, exame veterinário regular e tratamento oportuno, seu animalzinho será saudável e terá uma vida longa e feliz. 

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Dono pede a amiga para cortar os pelos do gato e resultado é hilário