A luta do ás da F1: Por que os parentes de Michael Schumacher se recusam a comentar sobre sua saúde

Pouco antes do Ano Novo de 2014, o mundo ficou chocado com notícias trágicas: o lendário piloto de Fórmula 1, Michael Schumacher, ficou gravemente ferido em um terrível acidente de esqui. Algumas semanas depois, pouco se sabia sobre seu estado de saúde, e, logo em seguida o mundo descobriu que as escassas informações seriam mantidas ao longo de todo o processo de recuperação.

Naquela época e ainda agora, os representantes oficiais de Michael se recusaram a comentar o assunto. Só recentemente ficamos sabendo que a esposa de Michael, Corinna, não parou de ter esperanças em sua recuperação.

Como é esperado, quando existe pouca informação oficial, existem rumores. E foi assim que aconteceu com a questão do estado de saúde do lendário piloto. Alguns acreditavam que durante o período de reabilitação ele ficaria na Suíça, outros pensavam que a família se mudaria para o Texas, e outros ainda achavam que Corinna havia adquirido uma luxuosa mansão em Maiorca para proporcionar a seu marido melhores condições de recuperação.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Lewis Hamilton deixa jornalista sem palavras ao levá-la para dar uma volta no circuito

O interesse público também foi alimentado por informações "privilegiadas" sobre as condições de melhoria do piloto que apareciam na mídia de tempos em tempos. Mas, como não havia confirmação de seus parentes, esses rumores dificilmente eram considerados confiáveis.

Um jornal popular, o Daily Mail, recentemente compartilhou informações recebidas do Arcebispo Georg Gänswein em um material dedicado ao ás da fórmula 1. De acordo com a fonte, a partir do verão de 2016, Schumacher ganhou um pouco de peso e sentiu que pessoas amorosas estavam ao seu redor.

No entanto, no início deste ano, a representante oficial de Michael, Sabine Kehm, em uma de suas entrevistas mencionou que o assunto ainda é mantido em privacidade. E, em nossa opinião, ela deixou bem claro que não havia planos para divulgar informações sobre o processo de reabilitação do piloto.

Parece justo, porque durante suas férias, quando tudo aconteceu, Michael estava vivendo como uma pessoa normal e isso mantém o pleno direito à privacidade protegida.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Enquanto o marido está incapacitado, a esposa de Michael Schumacher supostamente comprou uma mansão de US$ 35 milhões em Maiorca

Enquanto aguardamos o retorno da lenda da F1, seu filho, Mick, está se tornando mais famoso a cada dia que passa. O jovem tem participado de várias competições desde a infância e, em 2017, estreou na Fórmula 3 europeia. É provável que daqui a alguns anos, nós o vejamos competindo no campeonato mundial.

Se você pensar sobre isso, as pessoas têm a tendência de violar a privacidade dos outros, até mesmo de nossos entes queridos, quem dirá de figuras públicas. Milhões de fãs se preocupam com Michael Schumacher, mas respeitar o direito de privacidade de sua família é igualmente importante, concorda?

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Para que tá feio! 6 situações inconvenientes que você já teve que lidar no busão