Cruel: mãe não dá presentes para o filho para evitar cultura consumista

Família & Crianças

December 28, 2018 15:35 By Fabiosa

A maioria das crianças espera receber bons presentes no Natal. Por isso, mães e pais tentam descobrir com antecedência o que eles gostariam de ter. Mas nossa heroína de hoje, Lisa Norman, não considera isso necessário. Ela nunca comprou presentes para seu filho de 2 anos de idade, Neil.

Norman vive em Lancashire, Inglaterra, e acredita que não vale a pena gastar o dinheiro ganho em brinquedos, já que a criança vai crescer rapidamente. Além disso, Lisa afirma que não quer que o filho cresça 'estragado' pelo consumismo.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: O presente da madrasta para essa garota foi simplesmente emocionante

Ela decidiu não comprar brinquedos, mas economizar dinheiro para um depósito que ajudará o menino a conseguir sua primeira casa no futuro.

Norman considera o número de presentes que outros pais compram ridículos. Ela tem certeza de que você só pode se endividar e estragar uma criança com coisas que ela realmente não precisa tomando essa atitude.

Até certo ponto, Lisa está certa. No entanto, as crianças adoram tanto receber presentes! E logo o garoto acabará entendendo que não recebe presentes de seus pais como seus colegas certamente recebem.

A mãe do menino diz que Neil receberá presentes quando ele realmente os merecer. Além disso, ela irá apresentar-lhe apenas as coisas que ele realmente precisa, como roupas, materiais de estudo, livros etc.

Ao mesmo tempo, muitos usuários da Internet não concordam com Lisa.

@susan301077:

Meus Deus! Essa criança está com um brinquedo em cada foto, que desperdício de dinheiro!

@danielaobra:

Eu trabalhei o ano todo e não tenho mais um centavo, mas valerá a pena quando eu vir todo mundo feliz no Natal.

@dalkey04:

O presente não tem que ser caro, ela pode até fazer algumas coisas para marcar a ocasião. O Natal é uma época mágica para a maioria das crianças!

Avôs, avós e outros membros da família estão liberados para dar presentes para a ele. Dessa forma, ele não vai crescer sem eles.

Neil nasceu prematuramente e sua mãe começou seu próprio blog, onde ela oferece ideias de presentes para bebês prematuros. Ela acredita que quase ninguém sabe o que essas crianças precisam, e sua ajuda será útil.

O que você acha? As crianças precisam de presentes? É melhor economizar dinheiro para a faculdade ou um futuro lar? Compartilhe seus pensamentos nos comentários.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Vai visitar um bebê que nasceu? Evite “pagar mico” na hora de escolher um presente