"Quer saber qual a sensação de perder um filho?”: essa mãe vai se culpar pelo resto da vida pelo que aconteceu

Pais estão sempre preocupados com a segurança de seus filhos. De fato, por vezes eles se preocupam tanto com seus filhos que podem prejudicá-los com suas próprias ações. O que queremos dizer é que algo que parece absolutamente inofensivo, como deixar uma criança trancada em um carro, pode se tornar uma tragédia. Você não deve deixar os bebês desacompanhados sob hipótese alguma.

"Quer saber qual a sensação de perder um filho?”: essa mãe vai se culpar pelo resto da vida pelo que aconteceusanneberg / Shutterstock.com

Em março de 2018, Kim Rowlands foi ao escritório do marido por um minuto e deixou sua filha de 2 anos, Kiara Moore, em um carro estacionado nas proximidades. Quando a mulher voltou, o carro não estava lá: imediatamente ela se desesperou, pois pensou que tinham roubado o veículo com a filha dentro.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Saiba como socorrer uma criança engasgada

Kim nem imaginava que seu carro descia a ladeira até o rio, onde mais tarde foi encontrado por mergulhadores. Eles conseguiram tirar a menina do carro, ainda viva, mas não puderam salvá-la. Após uma investigação completa, a polícia concluiu que foi Kim quem esqueceu de engatar o freio de mão ou o bebê acidentalmente soltou a alavanca ao subir para o banco de trás.

Este não é de longe o único caso de negligência das regras de estacionamento que teve um resultado horripilante. Antes, no mesmo ano, o Mirror relatou a morte de um bebê deixado dentro do carro depois que a mãe não engatou o freio de mão. O Daily Mail também escreveu sobre uma menina de 3 anos que morreu por causa de um erro semelhante.

Nós todos sabemos que as crianças precisam de monitoramento, especialmente se houver veículos envolvidos, mas ninguém está seguro quando se trata de acidentes tão trágicos.

Além de um carro arbitrariamente começar a se mover, há outros perigos, em particular, associados à violação da temperatura. Um bebê não deve ficar trancado em um carro nem por um minuto, mesmo com o freio de mão ligado, as janelas abertas e o aquecedor ou ar-condicionado ligados. Superaquecimento no verão ou hipotermia no inverno não são coisas difíceis de acontecer. Isso porque o corpo da criança muda de temperatura muito mais rápido do que  o de um adulto, o que às vezes leva a consequências irreparáveis.

Além disso, as crianças às vezes brincam com o painel e podem até mesmo causar a movimentação do carro, criando uma situação perigosa. Você deve se lembrar que esta foi uma das versões da morte do Kiara de 2 anos de idade. Além disso, quando você faz algo assim, não tem como ter 100% de certeza de que não será a próxima vítima.

Mesmo se não for seu filho, você não deve deixar para lá se o filho de outra pessoa está trancado em um carro. Mesmo se estiver com pressa, tente encontrar os pais, ou pelo menos verifique se a criança está bem. Caso suspeite que a vida da criança está em perigo, chame um serviço de resgate.

Em muitas situações, as crianças são completamente desamparadas. Os pais nem sempre estão lá para evitar a tragédia, mas se cada um de nós ficar vigilante, a vida delas pode ser salva. Por favor, compartilhe a história de Kiara para que outros pais evitem cometer esse erro horrível e fique alerta!

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Cuidado dentro de casa: criança de 5 anos morre ao se engasgar com pirulito e caso chama a atenção. Veja 5 dicas para prevenir este acidente