Esta jovem passou 10 anos cortando a barba e os pelos do peito, mas parou de fazer isso quando encontrou o verdadeiro amor

Inspiração

July 11, 2018 16:23 By Fabiosa

Nova Galaxia mora na região da Virginia, Estados Unidos, e percebeu pela primeira vez que tinha pelos crescendo em seu rosto quando tinha apenas 12 anos. Naquele momento, ela nem sequer pensou que aquilo poderia estar ligado a uma doença grave. Porém, quatro anos depois ela foi diagnosticada com síndrome do ovário policístico. 

Com o passar dos anos, os pelos cresciam cada vez mais por todo o corpo. Por conta disso, Nova começou a sofrer com a ridicularização e a intimidação por parte dos colegas de turma. Então, ela passou a raspar o queixo e o buço.

Certa vez, um garoto da escola se aproximou da menina e disse que a barba dela era muito maior que a dele. 

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Sthefany Brito vive luto pelo cachorro: "Eu pensei em sumir daqui, dar um tempo, mas eu preciso falar dele!"

A jovem então passou a ter que se barbear todos os dias antes de ir à escola. Ela não podia passar a noite na casa das amigas, já que, logo pela manhã, os fios começavam a aparecer.  

"Eu me preocupava com o que as pessoas iriam pensar de mim se eu deixasse todos os pelos crescerem", comenta Nova.

E Nova continuou fazendo isso durante nove longos anos. No entanto, com o tempo os pelos foram ficando cada vez mais grossos e fortes. Nova tinha que se depilar no peito e até mesmo nas costas.

Porém, certo dia tudo mudou. Galaxia conheceu uma jovem, Ash Bird, que disse amar Nova assim como ela era.

A jovem americana reconheceu que tal afirmação lhe deu muita autoconfiança. Tanto que, depois disso, Nova parou de se barbear e começou a viver uma vida plena. Ela passou a usar vestidos e maquiagem e também começou a fazer caridade.

No início era realmente horrível, mas agora eu até gosto da minha barba — admitiu Nova.

Muitos me acusam de fingir ser mulher, porque acham que eu sou transexual, mas eu não me importo. De qualquer forma, com minha barba hipster, me sinto mais feliz do que nunca.

Mas o que provoca o crescimento de pelos no rosto e no corpo?

A síndrome do ovário policístico é uma doença que causa o comprometimento da função ovariana e leva à ausência ou à ovulação irregular. Um dos sintomas é o aumento dos andrógenos no sangue, ou seja, hormônios masculinos, que podem causar o aparecimento de grande quantidade de pelos no corpo. Além disso, entre as complicações causadas por essa síndrome, temos obesidade, infertilidade, alopecia, acne e depressão.

Life science / Shutterstock.com

Doenças como essas podem ser encontradas em uma a cada dez mulheres em idade reprodutiva. Infelizmente, não há um tratamento que dê conta por completo da síndrome. No entanto, determinadas complicações podem ser evitadas. 

Fontes: Metro, The Bearded Nova / Facebook

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: O retorno triunfal de Ana Raio! Ingra Lyberato é escalada para novela na Globo e finalmente retornará à TV