Por anos, homem achou que sua coriza fosse uma simples alergia. Mas na verdade, era o seu cérebro que estava vazando

Muitas pessoas sofrem de várias alergias. Para não provocar a deterioração da saúde, elas tentam diminuir o contato com o agente irritante. Se você sabe a causa exata de uma reação ou em que época do ano ela pode começar, é muito fácil manter seu bem-estar em níveis normais.

Por anos, homem achou que sua coriza fosse uma simples alergia. Mas na verdade, era o seu cérebro que estava vazando

No entanto, você deve começar a se preocupar com a sua saúde se sofrer de coriza persistente por razões desconhecidas. Gregory Phillpotts passou 5 anos pensando sobre sua “doença” incomum. Os médicos sugeriram que ele tinha alergia, bronquite e pneumonia, já que sua condição também era acompanhada de tosse.

Como não houve melhoras, o homem voltou ao hospital e foi atendido por outro médico, que eventualmente fez o diagnóstico correto: vazamento de fluido cerebral. Esta condição é bastante perigosa, uma vez que ela é caracterizada por danos à membrana que protege a medula espinhal e o cérebro. Estes órgãos são envolvidos por uma pequena quantidade de líquido, que funciona como um amortecedor em caso de lesão ou cirurgia.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: 6 sintomas de alergia alimentar que não devem ser ignorados

Por anos, homem achou que sua coriza fosse uma simples alergia. Mas na verdade, era o seu cérebro que estava vazandowavebreakmedia / Shutterstock.com

Além de rinite, lacrimação e tosse, o vazamento de fluido cerebral é acompanhado por:

  • dor no pescoço;
  • tontura;
  • gosto de metal na boca;
  • função visual prejudicada;
  • coriza;
  • nevralgia;
  • dormência e fraqueza dos músculos faciais;
  • fortes dores de cabeça;
  • cólicas;
  • náusea e vômito;
  • fadiga;
  • deficiência auditiva;
  • zumbido.

Por anos, homem achou que sua coriza fosse uma simples alergia. Mas na verdade, era o seu cérebro que estava vazando

Felizmente, o problema do Sr. Phillpotts foi rapidamente eliminado. Tudo o que ele precisava era de uma pequena cirurgia, durante a qual os cirurgiões fecharam o buraco por onde o fluido estava vazando. As causas desta condição incluem várias lesões, hérnias cerebrais ou da medula espinhal, tumores, aumento da pressão intracraniana e danos após uma punção ou procedimentos semelhantes.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: 6 alimentos para impulsionar a inteligência de uma pessoa

Por anos, homem achou que sua coriza fosse uma simples alergia. Mas na verdade, era o seu cérebro que estava vazandoFGC / Shutterstock.com

Por que, durante anos, os médicos não conseguiram encontrar a verdadeira causa do problema de saúde de Greg? Os sintomas podem ser confundidos com alergias, por exemplo, a pelos de animais. Se a quebra da membrana protetora ocorrer na área da cabeça, a saída pode ocorrer através do nariz, olhos ou ouvidos. Geralmente, é possível ser diagnosticado apenas alguns meses após o primeiro exame, na ausência de reação a diferentes tipos de tratamento. É especialmente perigoso se a saída ocorrer pelo nariz, pois o risco de infecção da cavidade nasal aumenta, possivelmente levando à meningite.

Por anos, homem achou que sua coriza fosse uma simples alergia. Mas na verdade, era o seu cérebro que estava vazandowoman is talking to the doctorChinnapong / Shutterstock.com

Na maioria dos casos, o tratamento produz rapidamente um resultado positivo. No entanto, há uma grande chance de recaída. Se você sofre de sintomas de alergia que não são influenciados pelo tratamento correspondente, peça ao médico para realizar um exame mais aprofundado. Cuide da sua saúde.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Cientista chileno descobriu uma possível cura para o Alzheimer e o Parkinson


Este artigo é meramente informativo. Não se automedique e, em todos os casos, consulte um profissional de saúde certificado antes de usar qualquer informação apresentada nesta publicação. O conselho editorial não garante nenhum resultado e não assume qualquer responsabilidade por danos que possam resultar da utilização das informações constantes no artigo.