Xô mitos e crendices! 9 fatos reais sobre a higiene íntima que toda mulher deve saber

Saúde e Estilo de Vida

October 12, 2018 16:23 By Fabiosa

Na busca da limpeza genital, algumas mulheres são muitas vezes excessivamente zelosas. No entanto, isso geralmente não leva a nada de bom. Não há nenhuma razão real para sentir que você não está suficientemente limpa na região íntima. Ao mesmo tempo, muitas se esforçam para deixar seus órgãos genitais “cheirosos como rosas”. Acontece que isso é completamente antinatural.

Os órgãos genitais femininos são um sistema independente e equilibrado. Hoje vamos te dizer como cuidar da área íntima adequadamente para manter o ambiente saudável.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: 10 dicas sobre a higiene íntima feminina para garantir a saúde da região

1. Roupa íntima confortável e de alta qualidade

Os especialistas recomendam escolher roupas de baixo feitas de algodão, ou pelo menos absorventes de algodão. Calcinhas justas, sintéticas e desconfortáveis ​​não devem ser usadas. Os órgãos genitais não têm acesso ao ar e isso aumenta o risco de infecções fúngicas, que são conhecidas por prosperar em lugares úmidos e quentes.

2. Não abuse das bombas de banho

Um banho quente com espuma perfumada e velas é uma ótima maneira de relaxar, mas os médicos recomendam esquecer as bombas coloridas. Estes produtos podem influenciar negativamente o nível de pH da sua vagina, tornando-a mais suscetível a infecções e irritações. Você não precisa se livrar completamente dos seus acessórios de banho favoritos - basta reduzir o uso deles para 1-2 por mês.

3. Lave a vulva corretamente

Africa Studio / Shutterstock.com

Embora a vagina se limpe, a parte externa dos genitais, incluindo a vulva, deve ser lavada adequadamente. Bactérias, células do epitélio morto acumuladas e sebo podem se desenvolver dentro de suas dobras. Para lavar sua vulva, você não precisa de um pano e sabonete perfumado, o que pode causar uma reação alérgica ou irritação. É melhor escolher um produto macio sem cheiro. Sabonete de castela ou o de glicerina também são adequados para esta limpesa.

4. A vagina é um ambiente incrível de autolimpeza

Ela tem suas próprias maneiras de manter o nível de pH adequado para evitar infecções. A vagina é um ambiente ácido com um pH variando de 3,8 a 4,4. Portanto, o uso de ferramentas para higiene íntima com pH neutro (cerca de 5) não faz muito sentido.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Higiene íntima sem tabu: Regras simples, mas muito importantes sobre saúde da região íntima para meninas

5. Cada vagina tem seu próprio cheiro único e isso é normal

Africa Studio / Shutterstock.com

O cheiro é muitas vezes a causa de preocupação, mas não é um indicador de limpeza. Cada mulher tem seu próprio odor vaginal, que pode variar dependendo da dieta e do ciclo menstrual, que também é completamente normal. Não tente disfarçá-lo com meios perfumados, pois isso só levará à irritação da vulva.

6. A ducha é ruim

Este procedimento geralmente faz mais mal do que bem. A ducha pode matar as bactérias “boas” que são necessárias para manter o equilíbrio do pH. Antissépticos e aromatizantes, que estão contidos em muitos kits vendidos nas lojas, podem irritar a membrana mucosa. A sua vagina limpa-se sem problemas, portanto, não é necessário lavá-la com vinagre, clorexidina ou outros líquidos.

7. Livre-se dos absorventes perfumados

zakalinka / Shutterstock.com

Tampões e absorventes perfumados podem perturbar o equilíbrio do pH na vagina, causando uma reação alérgica ou irritação, por isso é melhor escolher produtos livres de fragrância.

8. Verifique a vulva para câncer de pele regularmente

Embora os órgãos genitais não vejam a luz solar com muita frequência, eles também correm o risco de desenvolver câncer de pele e outras doenças perigosas. Verifique a vulva e a área ao redor com um espelho regularmente. Não desconsidere o surgimento de marcas de nascença, novas manchas ou áreas da pele que estejam muito arranhadas. Essas mudanças são melhor discutidas com um especialista.

9. Cosméticos - uma das principais causas de irritação

DeshaCAM / Shutterstock.com

Cremes de barbear, géis de banho, loções, sprays, sabonetes podem causar coceira e corrimento anormal. Lenços umedecidos regulares, que não são destinados a higiene íntima, também podem causar irritações e erupções cutâneas.

RossHelen / Shutterstock.com

Como já foi dito acima, tente não “cuidar demais” da higiene dos genitais e discuta com seu médico quaisquer mudanças que possam ocorrer nessa região.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Pesquisas recentes revelam que o uso de produtos para higiene íntima pode ter relação com aumento de infecções


Este artigo é destinado apenas a fins informativos. Antes de usar qualquer uma destas informações, consulte um especialista devidamente habilitado. O uso das informações descritas acima pode ser prejudicial para a saúde. O conselho editorial não garante resultados e não assume qualquer responsabilidade por danos ou outras consequências que possam resultar do uso da informação fornecida acima.