Ele salvou o mundo de um apocalipse nuclear por uma única escolha: A história de um erro que poderia ser fatal

Algumas histórias incríveis se tornam domínio público somente depois de um tempo.  

Era impossível falar sobre algumas pessoas do passado devido um enorme sigilo. Algo que aconteceu em 1983, foi autorizado ser contado apenas décadas depois 

A situação política no mundo mudou e alguns dos segredos do passado deixaram de ser um mistério.

Independente de quão inacreditável possa parecer, essa história trata da prevenção de uma catástrofe nuclear que poderia ter ocorrido durante a Guerra Fria entre dois países; a URSS e os EUA. O herói do milagre que acabou por salvar o mundo é o tenente-coronel Stanislav Petrov das forças soviéticas de defesa aérea. 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Публикация от Alex Griffel (@mr.a.gr)

Em 26 de setembro de 1983, ele estava de plantão no posto de comando do sistema de alerta de ataque com mísseis, quando os computadores emitiram um alerta indicando que um míssil balístico havia sido lançado do território dos Estados Unidos. 

O oficial de plantão teve que tomar a decisão mais importante em sua vida - confirmar o sinal ou não. Dependendo de sua escolha, as autoridades da URSS teriam que pressionar o "botão nuclear" para disparar uma resposta. Isso poderia ter resultado em milhões de pessoas mortas em todo o mundo. Petrov teve apenas 15 minutos para avaliar e analisar a situação.

Os militares perceberam que tudo tinha que ser verificado antes de ligar para o andar de cima confirmando a ameaça real ao país. Petrov tomou seu tempo checando outros sistemas de observação e suas suposições foram confirmadas, os computadores simplesmente falharam.  

Os Estados Unidos não lançaram nenhum míssil. O oficial informou ao seu comandante e eles disseram às autoridades do país que tinha sido um alarme falso. O mundo foi salvo.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Pai salva a vida de sua filha e dos gêmeos que estão em sua barriga protegendo-a de tiros no dia de seu casamento

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Публикация от @history_of_russia

Mais tarde, os satélites perceberam o brilho solar refletido de um alvo em movimento. Portanto, eles deram um sinal de alarme sobre a aproximação de mísseis. Além disso, de acordo com o plano de medidas de retaliação da época, os computadores deveriam lançar as bombas na direção do inimigo. 

 

Mesmo que tais decisões fossem tomadas por computadores com base em uma quantidade incrível de dados, desta vez a máquina falhou e toda a responsabilidade pelo destino do mundo recaiu sobre uma pessoa. 

Esta história tornou-se pública nos anos 90, quando a URSS se extinguiu como país. Naquela época, Stanislav Petrov já havia se demitido do exército e aproveitado sua modesta e tranquila vida, sem mencionar aquele episódio. Ele acreditava que ele apenas competentemente desempenhou suas funções. 

Quando a história veio a público ele recebeu vários prêmios internacionais por salvar o mundo da guerra nuclear.  

Houve até um documentário sobre sua importância, o ator Kevin Costner, que interpretou o oficial soviético neste filme, o mandou 500 dólares como um presente de gratidão por ele não ter explodido metade do mundo.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Публикация от WowAnneta (@wowanneta)

Stanislav Petrov morreu em maio de 2017. Sua morte se tornou pública por acaso. Um ativista alemão e amigo de Petrov o ligou para descobrir como ele estava, mas ouviu de seu filho que o pai havia falecido. 

Aqui estão eles, os modestos heróis do nosso mundo. Você está impressionado com a façanha do homem? Compartilhe esta história incrível!

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Ladrão achou que ia levar a melhor, mas não esperava ser surpreendido por um herói de quatro patas [vídeo]

Recomendamos