Professor perdeu o diploma após ser denunciado por se casar com uma adolescente de 13 anos

Notícias

October 16, 2018 01:49 By Fabiosa

Enquanto os adultos se lembram nostalgicamente da infância despreocupada, os adolescentes querem crescer mais rápido e lutar pela independência. 

Em alguns casos, são as pessoas mais maduras que incentivam ou até mesmo as pressionam, violando seus direitos.

Há alguns anos, um grande escândalo eclodiu em uma escola de Londres: um professor de física foi acusado de ter se casado com uma menina de 13 anos. O que a levou a fazer isso e como você reagiria se sua filha estivesse determinada a começar uma família ainda adolescente? 

Em 2006, o professor de física Joshim Nur viajou para Bangladesh para o seu próprio casamento. Ele conheceu a noiva apenas três dias antes da celebração e tinha certeza de que ela já era maior de idade.  

Depois de se mudar para Londres, o casal visitou o centro de planejamento familiar e tomou providências para garantir que eles não tivessem filhos naquele momento. Eles eram um casal comum até que em 2013, a jovem esposa contatou a polícia com uma declaração de que seu casamento não poderia ser considerado legal. 

Para Nur, de 34 anos as coisas poderiam ter sido piores: ele foi proibido de lecionar por um período indefinido. O que aconteceu com a garota não ficou conhecido do grande público, mas o que é muito mais interessante é o que a obrigou a romper o relacionamento depois de muitos anos. 

Os casamentos precoces tornaram-se menos frequentes, mas ainda ocorrem nos países da Ásia e da África, assim como na Europa e nos EUA. Segundo as estatísticas, cerca de 650 milhões de mulheres se casaram antes de completar 18 anos. Nos Estados Unidos, mais de 200.000 casamentos com menores foram registrados de 2002 a 2017.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: O drama do casamento infantil: o que realmente acontece com crianças de países muito pobres

Entre as razões mais comuns para tais casamentos estão: 
 

  • gravidez na adolescência; 
  • tradições e práticas de um acordo entre famílias; 
  • pobreza.

 

No caso de Joshim Nur, até onde se pode julgar pelos dados publicamente disponíveis houve um acordo, porque supostamente o professor foi pressionado por seus parentes mesmo durante a investigação.

No entanto, as jovens de todo o mundo muitas vezes procuram criar famílias com homens mais maduros, devido à inexperiência, à paixão e à incapacidade de compreender as consequências do casamento precoce. 

As consequências:

  • oportunidades limitadas na obtenção de uma educação decente e desenvolvimento de carreira; 
  • alta taxa de mortalidade devido ao despreparo do corpo da adolescente para gravidez e parto; 
  • violência e exploração disfarçadas de vida familiar; 
  • falta de atendimento médico completo; 
  • um risco aumentado de DSTs. 

Tendo vivido com Joshim Nur por 7 anos, sua esposa decidiu finalmente expor o casamento abusivo. Se tudo fosse ótimo, por que ela iria à polícia para ser examinada e confirmar sua verdadeira idade? Talvez ela tenha encontrado um novo propósito, com o qual seu marido não concordou, se apaixonou por outra pessoa, foi submetida a violência ou percebeu que ela havia perdido a infância.

Este é um assunto complicado e merece atenção para que um dia talvez a mudança possa ocorrer! 

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Campanha contra violência infantil viraliza e choca os internautas