Mulher foi julgada e repreendida por colocar seu bebê no chão de um aeroporto, mas ela l

FAMÍLIA & CRIANÇAS

Mulher foi julgada e repreendida por colocar seu bebê no chão de um aeroporto, mas ela lutou e compartilhou a verdade

Date October 20, 2018 00:34

Dizem que uma imagem vale mais do que mil palavras, mas é fato que uma foto também nem sempre conta toda a história.

Molly Lensing / Facebook

No ano passado, Molly Lensing foi brutalmente julgada após uma foto sua viralizar. Ela estava em um aeroporto do estado norte-americano do Colorado com sua filha de dois meses de idade, Anastasia. Naquele momento, Lensing estava sentada na cadeira, olhando para o celular enquanto a garotinha estava deitada em um cobertor no chão.

À primeira vista, pode-se ver imediatamente como esse tipo de imagem leva as pessoas a um tipo de pensamento. Parecia que a mãe estava mais interessada em seu telefone do que em seu pequeno bebê. Estava mais concentrada em se entreter do que em segurar sua própria filha.

Molly Lensing / Facebook

Não ajudou em nada o fato de ela ter escolhido colocar o bebê no chão de uma forma que sugerisse que não se importava com a criança.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: É carma! Mulher que se recusou a sentar ao lado de um bebê chorando acaba perdendo seu emprego

Molly Lensing com seu marido, Nick, e suas filhas, Agatha, 4, Felicity, 3, e Anastasia, 1. Molly Lensing.

A foto, tirada sem sua permissão, viralizou na internet e, em pouco tempo, milhares de pessoas estavam julgando e xingando a mulher. Uma versão da foto compartilhada no Facebook ainda tinha a seguinte citação anexada:

Albert Einstein disse, "Eu temo o dia em que a tecnologia assuma nossa humanidade... o mundo será povoado por uma geração de idiotas".

Mais tarde, Lensing veio a público compartilhar as verdadeiras circunstâncias por trás dessa imagem. Ela explicou ao jornal norte-americano TODAY que ela e seu bebê estavam "presos no meio dos problemas de computador da [companhia aérea norte-americana] Delta".

Seus voos continuaram atrasados e a serem remarcados, e ela acabou passando mais de 20 horas no aeroporto.

Ela disse que Anastasia estava em sua cadeirinha ou sendo carregada em seus braços quase todo esse tempo, mas a mãe sabia que seu bebê precisava se alongar.

Volodymyr Tverdokhlib / Shutterstock.com

Lensing também acrescentou que não estava apenas mexendo em seu telefone despretensiosamente. "Eu tive que me comunicar com todos os membros da família perguntando onde diabos estávamos", disse ela.

KieferPix / Shutterstock.com

Ela disse que sentiu que sua privacidade foi violada como resultado daquela foto e chegou a se preocupar que poderia até perder o emprego de enfermeira pediátrica. Felizmente, isso não aconteceu.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Mulher dá à luz os primeiros sétuplos do mundo. 18 anos depois, todos estão felizes e prósperos

A americana disse que a maioria das pessoas tentou ignorar a foto desde que foi publicada, em 2016. Mas, infelizmente, algumas vezes a imagem fez outra rodada viral na internet, levando a uma nova onda de julgamento e repreensão. Um abuso total.

Durante estes dias, Lensing simplesmente confiava no que sabia ser a verdade e se apoiava no suporte daqueles que realmente a amavam.

Eu sou impotente em comparação à internet e sei que sou a melhor mãe para minhas garotas e sei que me importo com elas e que estou as criando da melhor maneira possível.

Este é um daqueles casos em que há muito mais por trás de uma imagem do que podemos ver. Esperamos que sirva de lição para todos nós: nunca é bom julgar antes de saber de toda a história. Disseminar uma mentira é frequentemente pior que mentir.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Três truques de ouro para parar de gritar com os filhos